Tamanho do texto

"É óbvio que a gente trabalha para fazer o melhor, mas não esperava uma adaptação tão rápida em um clube grande como o São Paulo", disse o atacante

O contrato de Aloísio com o São Paulo vence em 30 de junho de 2014, daqui a pouco mais de seis meses, portanto. Nesse período, o atacante espera desempenho ainda melhor do que teve em seu primeiro ano de clube, quando se sagrou artilheiro da equipe, ao lado de Luis Fabiano.

Leia mais: São Paulo deixa mercado nacional de lado e manda gerente à Itália

"Tudo isso me surpreendeu um pouco. É óbvio que a gente trabalha para fazer o melhor nos jogos e ajudar, mas não esperava uma adaptação tão rápida em um clube grande como o São Paulo. Isso me deixa feliz e com mais força para continuar trabalhando. Quero usar essa alegria para fazer melhor em 2014", disse o jogador.

Aloísio comemora com a tradicional voadora: previsão de mais gols em 2014
Site oficial
Aloísio comemora com a tradicional voadora: previsão de mais gols em 2014

O semestre final de contrato servirá para mostrar se o clube deve ou não estender sua permanência. O contrato atual foi feito nos mesmos moldes de outros atletas empresariados por Eduardo Uram - registrado no Tombense, de Minas Gerais, ele está emprestado ao São Paulo.

Antes de sair de férias, Aloísio revelou ter recusado proposta milionária do futebol chinês e cobrou uma definição da diretoria. Ele pretende continuar vestindo a camisa tricolor por mais tempo, mas exige valorização salarial depois de ter balançado a rede 22 vezes e ter dado cinco assistências a gol.

O assunto, porém, pode ser tratado pela diretoria somente perto do fim do contrato. Até lá, o centroavante promete empenho para ajudar o São Paulo a ter uma temporada melhor do que a deste ano, quando a equipe se limitou basicamente a lutar contra o rebaixamento à segunda divisão no Campeonato Brasileiro.

"Para mim, foi um ano bom. Mas, para o clube, não. De um modo geral, não foi como nós queríamos. Nossa meta era ganhar títulos e alegrar o torcedor. Consegui fazer os gols, mas trocaria o meu bom momento por conquistas do São Paulo. Tenho certeza que isso seria muito melhor para o grupo e, consequentemente, eu ganharia também", falou.