Tamanho do texto

Meia estava emprestado pelo clube argentino, se destacou pelo Vitória no Brasileirão e deve seguir no clube baiano

Escudero, do Vitória
Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Escudero, do Vitória

De acordo com o empresário do meia Escudero, José Galante, a permanência do jogador em Salvador agora só depende do Vitória . O meia, que se destacou no Campeonato Brasileiro, estava emprestado ao clube pelo Boca Juniors, que cedeu e concordou em negociar o atleta em definitivo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Faltam seis meses para o fim do contrato com o Boca e estamos buscando uma rescisão. Já havia um valor estipulado desde janeiro para transferência definitiva. O Vitória nos pediu que tentasse reduzir e consegui isso com o Boca. Enviamos uma nova proposta há 42 horas. Escudero pediu para dar prioridade ao Vitória e estamos aguardando uma resposta do clube", disse o empresário ao Correio 24 Horas .

Mercado da bola: veja as transferências que movimentam o futebol brasileiro

O clube argentino havia feito jogo duro e tentado trazer de volta o jogador após a boa campanha do Vitória no Campeonato Brasileiro, mas desistiu com a proximidade do fim do contrato e a possibilidade de perder Escudero sem ser pago.

Para o acerto se concretizar, o Vitória precisa aceitar em pagar o valor ofertado pelo Boca, que é quase 50% menor do que o preço inicial. Além disso, o Leão também tenta entrar em acordo com Escudero sobre salários, duração do contrato e bônus.