Tamanho do texto

Diretoria irá multar o lateral pelas ofensas ao técnico Cuca ao ser substituído no jogo contra o Raja Casablanca

A derrota para o Raja Casablanca na semifinal do Mundial de Clubes segue causando estragos no Atlético-MG. No decorrer do jogo contra os marroquinos o técnico Cuca sacou o lateral-direito Marcos Rocha para a entrada de Luan, e o lateral não gostou de ser substituído e xingou o treinador ao deixar o campo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O presidente Alexandre Kalil já havia declarado que no Atlético-MG não existe perdão e sim multa ou não multa para os jogadores. No caso de Marcos Rocha, a primeira opção é que foi escolhida. O diretor de futebol, Eduardo Maluf, anunciou a punição ao jogador, mas não quis revelar os valores que serão descontados dos vencimentos do lateral.

"O Marcos Rocha será multado em parte dos vencimentos, mas não entraremos em detalhe de valores. O clube adota essa conduta sempre que entende que um atleta descumpre com a disciplina. É uma questão interna e o jogador continua à disposição do treinador para o jogo de sábado. Não podemos punir o grupo por uma atitude isolada", declarou.

Veja ainda: 'Se tinha Pelé e gênio aqui, não tem mais', diz Kalil

Além da punição ao lateral Marcos Rocha, a derrota para o Raja Casablanca custou o cancelamento da folga dos jogadores do Atlético-MG, que treinaram nesta quinta-feira, em Marrakesh. Os reservas foram a campo para trabalhar com bola, enquanto os atletas titulares fizeram uma atividade regenerativa.