Tamanho do texto

Por meio da rede social, veterano alfinetou o presidente Maurício Assumpção e a "falta de agradecimento" e incentivo do clube para ajudá-lo a marcar o gol número mil

Túlio Maravilha foi recebido com festa no Engenhão para amistoso contra o Boavista
Marcelo Regua/Agência O Dia
Túlio Maravilha foi recebido com festa no Engenhão para amistoso contra o Boavista

O atacante Túlio voltou a atacar o presidente Maurício Assumpção na manhã desta quarta-feira. O jogador, em sua conta na rede social Facebook, relembrou a conquista do título brasileiro de 1995, que completou 18 anos na terça-feira, dia 17 de dezembro. O artilheiro segue irritado com a falta de apoio da diretoria alvinegra ao projeto de seu milésimo gol.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Túlio escreveu: "Exatamente no dia 17 de dezembro de 1995 foi a última alegria da Nação Alvinegra, quando fomos campeões brasileiro, onde (sic) com a ajuda dos meus companheiros fiz o gol do título e levamos a torcida ao delírio. Pena que o presidente do clube não retribuiu o presente (gol 1000) quando ainda era torcedor.".

O atacante chegou a defender o Botafogo no ano passado e marcou alguns gols que na sua contagem o aproximaram do milésimo. Mas acabou saindo antes de concluir seu objetivo por conta de divergências com Maurício.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.