Tamanho do texto

Ex-técnico do Corinthians prestigiou o lançamento do livro de fotos "Obrigado, Tite" e recordou momentos marcantes no comando da equipe

Tite faz suas últimas despedidas pelo Corinthians
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Tite faz suas últimas despedidas pelo Corinthians

Tite apareceu de preto para mais um compromisso no Corinthians na noite de segunda-feira. Ele foi informado de que seu contrato não seria renovado há mais de um mês e encerrou efetivamente seu trabalho há mais de uma semana, mas não consegue deixar tão facilmente de lado as cores que se acostumou a vestir.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Não foi à toa. Até peguei das minhas camisas pretas, mas ela estava manchada por baixo do braço. Falei para a Rose: ‘Deixa essa fora’. Aí peguei essa", disse o gaúcho, admitindo a dificuldade para se desvincular do clube. "Não, não consegui. Preciso de um tempo, mas vou ter dificuldade. Vai passar um tempo até reciclar."

Leia mais: Corinthians celebra um ano de título no Japão e Tite se emociona com lembrança

O treinador só atendeu à reportagem depois de abraçar uma garotinha em prantos. Foi no Memorial do Corinthians, onde ele participava do lançamento do livro de fotos "Obrigado, Tite", de Daniel Augusto Jr., e onde ele ainda daria muitos abraços.

De Andrés Sanchez, o presidente na época de sua contratação e o responsável por sua não demissão após o fracasso em 2011 diante do Tolima, o gaúcho ganhou um beijo na bochecha. Envolto em algumas das taças que ajudou a conquistar, viveu com alegria sua última visita ao clube no ano.Tite vai partir para o Rio Grande do Sul em breve, carregando muitas memórias. Algumas delas o perseguiram em vídeo, no painel do memorial que recorda o triunfo na Copa Libertadores de 2012. Quando deu uma pausa nos autógrafos e fotos, ele mal ouviu as primeiras perguntas da reportagem, que solicitou gentilmente alguns passos de distância da tela.

O pedido foi atendido, e o gaúcho respondeu com entusiasmo os questionamentos, mas buscando com o rabo do olho as imagens da histórica campanha invicta. "Está vendo? Calcanhar do Danilo, matada e gol do Emerson. A essa altura, eu já estava correndo ali do lado", narrou, recordando a final contra o Boca Juniors. "Vêm muitas lembranças. Tem o visual, tem o áudio da campanha. A emoção aflora."

Campeão do Paulista, do Brasileiro, da Libertadores, da Recopa Sul-americana e do Mundial em preto e branco, Tite fez questão de repetir, como faz até cansativamente, que tudo foi fruto do trabalho de todo uma equipe, dos funcionários do CT ao heroico goleiro Cássio. "Só casou de estar o técnico, neste livro, retratando tudo isso. Mas tem imagens de todo o grupo."Apesar disso, ele se permitiu escolher, entre as fotos de Daniel Augusto Jr., uma na qual aparece sozinho. Ou quase isso. "É uma em que estou com o gavião que sempre nos visita. É um símbolo. Curvei a mão, como se fosse dar comida, para que ele se aproximasse um pouquinho", descreveu.

Agora, essas imagens ficarão na lembrança. Tite deu lugar a Mano Menezes e não vai querer nem ver os jogos do Corinthians por um tempo, com ciúme de seu posto. No futuro, se tudo correr como ele espera, será necessária uma edição revisada do "Obrigado, Tite". "Deixe que o tempo possa falar", sorriu o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.