Tamanho do texto

Equipes terão arquibancadas fechadas e terão de pagar 50 mil euros cada por cânticos racistas ou discriminatórios em partidas do Campeonato Italiano

Destro comemora gol da Roma em jogo contra o Milan, que teve manifestação racista da torcida
AP
Destro comemora gol da Roma em jogo contra o Milan, que teve manifestação racista da torcida

Parte das arquibancadas do estádio San Siro reservada a torcedores da Inter de Milão será fechada no próximo domingo, quando o clube faz o clássico local contra o Milan, e novamente no dia 12 de janeiro, em jogo contra o Chievo. A medida foi uma punição imposta pela Liga Italiana de Futebol nesta terça-feira, sob a alegação de "discriminação territorial" na partida contra o Napoli.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O episódio ocorreu no último domingo, quando torcedores da Inter entoaram cânticos ofensivos contra a torcida do Napoli, em partida disputada no estádio San Paolo e vencida por 4 a 2 pelo time da casa. Os gritos se baseavam em preconceitos contra o povo do sul da Itália.

A Roma recebeu a mesma punição por seus torcedores terem entoado gritos racistas contra Mario Balotelli, no empate em 2 a 2 contra o Milan, no estádio San Siro, na última segunda-deira. Parte do estádio Olímpico será interditada nos jogos diante do Catania, neste domingo, e contra o Genoa, dia 12 de janeiro.

Já a Lazio será punida da mesma forma porque alguns torcedores lançaram ofensas racistas contra o senegalês Ibrahima Mbaye, do Livorno, na vitória do time da capital no último domingo.

Além das sanções esportivas, a Liga Italiana de Futebol decidiu aplicar uma multa no valor de € 50 mil (R$ 160 mil) a Roma e Inter.