Tamanho do texto

São apenas dois jogos para ficar com o título mundial, por isso o volante destacou a importância de não se distrair no torneio

Para ser campeão do Mundial de Clubes no Marrocos, o Atlético-MG precisará fazer gols. Para essa função, o técnico Cuca conta com Ronaldinho, Tardelli, Fernandinho e Jô. Mas evitar os gols adversários também é fundamental para uma equipe que busca títulos. Por isso, conta com a proteção de Pierre, jogador que será responsável por anular as peças criativas dos rivais do time mineiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

O jogador afirma que o Mundial de Clubes é um torneio de tiro curto, sem possibilidade de recuperação em caso de revés. Na visão de Pierre, não adianta pensar no jogo contra o Bayer de Munique se a equipe ainda não jogou a semifinal. O volante quer o título no Marrocos, mas pede respeito a todos os adversários.

Sorteio põe Grêmio em 'grupo da morte' na Libertadores; mineiros se dão bem

"Todas as equipes que estão aqui estão por mérito e são equipes bastante qualificadas. Então, temos que pensar somente na semifinal. O momento que todos almejavam chegou. Não haverá tempo para recuperação, é foco total, muita atenção e fazer tudo com alegria e tranquilidade para ver se a gente consegue dar esse título inédito para o torcedor atleticano", disse.

Retrospectiva 2013: Relembre os dez melhores times do Brasil no ano

Pierre conta com a força da torcida do Galo no Marrocos para empurrar a equipe rumo as vitórias. "Tenho certeza que a nossa torcida vai invadir Marrakech e vamos fazer de tudo para se sentir em casa. Estamos todos esperando esse grande momento e, agora, é pedir força a Deus para entrar em campo e fazer o que a gente mais sabe, que é jogar futebol", declarou.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.