Tamanho do texto

Para o técnico do Atlético-PR, o STJD vai indeferir o protesto do Vasco e acredita que vai prevalecer o que aconteceu dentro de campo

Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR
Bruno Baggio/Site Oficial
Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR

O técnico Vágner Mancini nem sequer cogita a possibilidade de perder os pontos conquistados com a vitória do Atlético-PR sobre o Vasco, no último domingo. Para evitar o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro, o time de São Januário estuda uma maneira de reverter o triunfo por 5 a 1 do Atlético-PR em Joinville.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Tenho certeza que o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) vai indeferir, porque o que deve prevalecer é o que foi visto dentro do campo", disse Mancini na noite desta terça-feira, durante a 10ª edição do Troféu Mesa Redonda.

Leia mais: Vasco entra com recurso para voltar à Série A, mas Justiça rejeita tirar pontos

O árbitro Ricardo Marques Ribeiro decidiu paralisar a partida no momento em que torcedores de Atlético-PR e Vasco entraram em confronto nas arquibancadas da Arena Joinville. Setenta e três minutos depois, com o policiamento reforçado, o jogo foi reiniciado e o time rubro-negro goleou.

"Acho que o árbitro tomou a decisão certa, porque a partida se desenvolveu de maneira tranquila entre os atletas. A todo instante, ele dizia que recomeçaria o jogo a partir do momento em que tivesse segurança. Quando o comandante da Polícia Militar deu o sinal verde, o juiz retomou a disputa", disse Mancini.

Além de sustentar que o regulamento não permite a paralisação de uma partida por mais de 60 minutos, o Vasco pretende alegar falta de segurança para tentar ganhar os três pontos da partida. Desta forma, o Criciúma seria rebaixado no lugar da equipe cruzmaltina."O que o Vasco está falando sobre o tempo (de paralisação) não cabe a nós julgar. O árbitro tinha ciência de tudo e foi ele que reiniciou a partida. Fico assustado quando um clube do tamanho do Vasco quer ganhar um jogo de futebol no tapetão depois de ter perdido por 5 a 1. Não tem cabimento", disse Mancini.

Sem os três pontos conquistados diante do Vasco, o Atlético-PR é superado pelo Botafogo nos critérios de desempate, cai para o quarto lugar e corre risco de ficar fora da próxima edição da Copa Libertadores, possibilidade que Vágner Mancini diz não temer.

"Desde a volta do Fluminense não escutávamos falar de virada de mesa. Espero sinceramente que tenhamos passado essa página e que o futebol brasileiro caminhe no rumo do que é visto na Europa. Infelizmente, alguns ainda pensam que vão virar a mesa na força", declarou.