Tamanho do texto

Técnico comandou grande campanha do time de Curitiba e agora espera por renovação

Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR
Bruno Baggio/Site Oficial
Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR

Um dos protagonistas da classificação do Atlético-PR à Copa Libertadores, o técnico Vágner Mancini ainda espera por uma proposta de renovação contratual. Embora não tenha oficializado sua permanência no clube em 2014, ele acredita na manutenção do cobiçado elenco.

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

"Ninguém me procurou ainda. Como tenho contrato até o último dia do ano, minha decisão é esperar. Então, obviamente vamos sentar e conversar", disse Mancini na noite desta terça-feira, durante a 10ª edição do Troféu Mesa Redonda.

O Atlético-PR começou o Campeonato Brasileiro devagar, chegou a frequentar a zona de rebaixamento e ocupava a 10ª colocação justamente na 10ª rodada do torneio. Após uma reação significativa, o time alcançou o quarto posto depois de 16 jogos e não saiu mais do grupo de elite.

"O Atlético-PR estava com um desempenho muito ruim no campeonato, mas decolou no momento certo, o que gerou bastante entusiasmo. Eu disputei a edição de 2006 da Copa Libertadores pelo Paulista, um fato inédito. Agora, classifiquei o Atlético-PR. É uma satisfação enorme", disse Mancini.À espera de um contato da diretoria do clube para renovar, o técnico se preocupa com a possibilidade de alguns jogadores, valorizados pelo bom desempenho no Campeonato Brasileiro, deixarem o clube. Esperançoso, o Mancini diz ter a promessa de Mario Celso Petraglia, presidente do Atlético-PR, de que não haverá desmanche.

"A informação que foi passada é que ninguém vai sair. Muita gente está noticiando e colocando os atletas do Atlético-PR em outros clubes, mas na verdade não existe nada. Tenho a palavra oficial do presidente de que ninguém vai sair", declarou Mancini.

Superado apenas por Cruzeiro e Grêmio na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR teve figuras de destaque e viu algumas peças se valorizarem durante a campanha, a exemplo dos atacantes Éderson e Marcelo e do zagueiro Manoel, além do veterano Paulo Baier.