Tamanho do texto

Ao balançar as redes na vitória por 2 a 0 sobre o Copenhague, atacante português termina fase de grupos com nove gols, feito inédito na Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo conduz ataque do Real Madrid
AP
Cristiano Ronaldo conduz ataque do Real Madrid

Sem correr riscos, o Real Madrid venceu o Copenhage por 2 a 0 nesta terça-feira, pela última rodada da primeira fase da Liga dos Campeões. Os gols da vitória dos espanhóis foram marcados por Modric e Cristiano Ronaldo, que estabeleceu um novo recorde na história da competição ao balançar as redes nove vezes durante a fase de grupos.

Infográfico: análise dos times, dos astros e os elencos da Liga dos Campeões

Com o resultado, o Real Madrid fecha a primeira fase na liderança do Grupo B, com 16 pontos. Só não teve desempenho perfeito porque empatou com a Juventus na Itália. Já o Copenhage se despede na lanterna da chave, com apenas quatro pontos conquistados. Assim, a equipe não conseguiu vaga na Liga Europa, que é dada ao terceiro colocado de cada grupo. 

A outra partida do grupo, entre Galatasaray e Juventus, foi adiada devido à forte nevasca que caiu em Istambul. O jogo foi interrompido aos 30 minutos do primeiro tempo, quando a neve cobriu todo o gramado e chegou a ocultar as linhas de marcação. O confronto decide a segunda vaga do grupo B. Até a paralisação, a Juventus segurava o empate em 0 a 0, resultado que classifica o time italiano para a fase seguinte.

Veja fotos dos jogos desta rodada da Liga dos Campeões

O jogo

Mesmo sem nenhum objetivo na partida, o Real Madrid entrou em campo com seu time principal. Os donos da casa iniciaram com muita disposição, já que ainda tinham chances de passar para a próxima fase. No entanto, a forte defesa do time espanhol prevaleceu sobre o pouco criativo ataque do time dinamarquês.

Com um cansaço maior dos jogadores do Copenhagen, o Real Madrid começou a sair para o jogo a partir dos primeiros dez minutos e saiu mais para o ataque, mas com pouca efetividade. Aos 25, porém, Modric recebeu de fora da área, limpou a marcação e acertou um belo chute no ângulo de Wiland, abrindo o placar para os visitantes.

O gol não pareceu abater os dinamarqueses, que voltaram a adiantar a marcação. Já aos 39 minutos do primeiro tempo, em cobrança de escanteio, Bolaños conseguiu empurrar a bola para a rede, mas o árbitro anulou o gol alegando falta do atacante sobre o goleiro Casillas na disputa de bola que definiu o lance.

Na segunda etapa, o Real Madrid ampliou logo aos três minutos e jogou um balde de água fria na motivação dos donos da casa. Marcelo lançou na área com precisão para Pepe, que cabeceou para Cristiano Ronaldo completar para o gol adversário. Foi o nono gol do português na Liga dos Campeões, que agora é o artilheiro isolado da competição.

Cristiano Ronaldo ainda teve a chance de marcar o décimo aos 44 da etapa final, quando foi derrubado na área e o árbitro assinalou pênalti para o Real Madrid. Na cobrança, o atacante tentou fazer de cavadinha, mas o goleiro Wiland esperou e conseguiu fazer a defesa sem dificuldade.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.