Tamanho do texto

O jogador brasileiro e o Wolfsburg, onde ele atua, disseram que não existe negociação em andamento com a equipe brasileira

O Wolfsburg e o próprio Diego fizeram questão de jogar um balde d’água fria no Santos , que sonha com a repatriação do meia já no ano que vem. "Não é verdade", disse à revista Kicker o jogador, que tem contrato com o clube alemão até o meio de 2014.

Leia mais: Após renovar contrato com o Santos, Léo afirma ainda ter 'lenha para queimar'

Dirigente do Wolfsburg, Klaus Allofs reforçou a negativa e que a negociação "seria uma novidade" para ele.

Por enquanto, o atleta de 28 anos vem sofrendo com as lesões musculares e foi desfalque para o técnico Dieter Hecking em três das últimas quatro rodadas do Campeonato Alemão. Tanto é que imprensa e torcida aumentaram os questionamentos sobre sua permanência por lá.

Mas o Atlético de Madri também aparece como forte candidato a contratá-lo. Diego tem passagem marcante pelo Vicente Calderón, onde conquistou a Liga Europa da época 2011-2012, tornando-se ídolo da torcida. E o clube espanhol tem muito mais caixa do que os alvinegros.

A Terceira Estrela Investimentos (Teisa) anunciou que tem R$ 5 milhões para ajudar o Santos e espera dobrar esta quantia até a próxima janela de transferências internacionais, em janeiro. O presidente em exercício Odílio Rodrigues também trabalha para conseguir novos investidores.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.