Tamanho do texto

Jovem envolvido na briga com vascaínos em Joinville permanecerá em observação neurológica e não existe previsão de alta

O torcedor do Atlético-PR Willian Batista, de 19 anos, teve fratura de crânio confirmada e, por decisões de seus familiares, foi transferido do Hospital São José para o Centro Hospital Unimed. O jovem permanecerá em observação neurológica, e não existe previsão de alta. Ele é um dos envolvidos na briga entre torcedores de Vasco e Atlético-PR ocorrida no domingo, na Arena Joinville, durante jogo pela 38ª rodada do Brasieleirão.

Leia mais: Três torcedores são presos após briga entre vascaínos e atleticanos em Joinville

O quadro de Willian, apesar de estável, é o mais delicado entre os quatro torcedores que foram hospitalizados após a briga. Os outros dois torcedores ainda internados, Stevan Vieira, de 24 anos, e Gabriel Ferreira Vitael, de 29 anos, devem deixar o Hospital São José nesta segunda-feira. Segundo relatório médico divulgado pela unidade hospitalar, ambos têm estado estável, apesar das pancadas sofridas na cabeça.

Veja também:  STJD confirma que abrirá investigação contra Atlético-PR e Vasco

Um quarto torcedor ferido na briga, Diogo Cordeiro da Costa Ferreira, de 29 anos, recebeu alta ainda no domingo, por volta das 19h30 (de Brasília).

Abaixo, o Boletim Médico sobre o estado de saúde de William Batista da Silva:

O Centro Hospitalar Unimed informa que o Sr. William Batista da Silva permanece internado em observação neurológica no CHU desde o início da madrugada desta segunda-feira (9/12). No momento o quadro de saúde é estável, porém será mantido internado para observação. O paciente está consciente e com os sinais vitais dentro da normalidade. Na tomografia de controle realizada nesta manhã, aparece apenas fratura de crânio. Mais informações nos próximos boletins.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.