Tamanho do texto

Técnico comandou o São Paulo na campanha de recuperação que livrou o time paulista do rebaixamento, mas cobrou melhor para a próxima temporada

Muricy comanda o São Paulo diante da Ponte Preta na semifinal da Copa Sul-Americana
Rubens Chiri / São Paulo
Muricy comanda o São Paulo diante da Ponte Preta na semifinal da Copa Sul-Americana

O São Paulo se despediu de 2013 com mais uma derrota. Cabisbaixo depois do placar de 1 a 0 favorável ao Coritiba, no jogo de domingo, em Itu, o técnico Muricy Ramalho colaborou com as cobranças para o clube formar um elenco capaz de obter melhores resultados na próxima temporada.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Tem que ser obrigação montar um time para ganhar títulos. Uma equipe desse tamanho não pode brigar para não cair. Não dá para acontecer o mesmo dos últimos anos", avisou Muricy. "Vamos trabalhar duro para errar menos, pois o futebol faz você pagar pelas suas falhas. Queremos brigar por títulos", repetiu.

Leia mais: Derrota desanima Ceni, que relembra intenção de encerrar a carreira

Apesar de alardear a necessidade de contratações, o treinador não gosta de criticar o seu atual grupo de jogadores abertamente. "Vão me desculpar, mas não quero falar disso. É uma coisa nossa, íntima. Os jogadores são profissionais e corretos", defendeu.Ao ouvir uma pergunta sobre o atacante Luis Fabiano, que não garante a sua permanência no Morumbi em 2014, Muricy Ramalho voltou a desconversar. "Só posso dizer que o nosso time precisa fazer um ano muito melhor. Não pode um time do tamanho do São Paulo fazer um ano desses. A melhora passa pelo fato de a gente acertar na montagem do plantel", enfatizou o comandante.