Tamanho do texto

Técnico relembra as dificuldades encontradas pela equipe ao longo da temporada e, por isso, julga que a salvação do rebaixamento é como se fosse um título

Guto Ferreira, técnico da Portuguesa
Site oficial
Guto Ferreira, técnico da Portuguesa

O empate por 0 a 0 com o Grêmio, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, garantiu a permanência da Portuguesa na primeira divisão nacional, apesar de ter passado certo sufoco durante a competição. Comemorando a permanência, o técnico Guto Ferreira relembra as dificuldades da temporada e considera a conquista um título para a Lusa.

"Comungo da opinião de que a Portuguesa é a grande campeã. Pela forma como foi o campeonato, e não pela grandeza do clube. Não ter caído acaba surtindo como um título para nós", declara o treinador.

O técnico rubro-verde, que estreou no comando da Portuguesa na décima rodada do Campeonato Brasileiro, lembra os problemas que o clube do Canindé sofreu durante a competição. "Peguei a equipe em último lugar, atrás do Náutico, inclusive. Mas os resultados não condiziam com a qualidade, caráter e hombridade dentro do grupo, o que faltavam eram ajustes. Tracei a meta de primeiro sair da lanterna e depois da zona de rebaixamento. Demoramos 12 rodadas para isso, mas depois não voltamos mais. E acabamos a competição à frente de equipes com orçamento muito superior ao nosso", finalizou.

Contando a primeira divisão e a Copa Sul-americana, Guto Ferreira venceu 11 e empatou oito das 30 partidas à frente da Lusa, alcançando aproveitamento de 45,5%. O elenco da Portuguesa entra em férias e retorna às atividades no dia 3 de janeiro, quando inicia os trabalhos da pré-temporada visando a disputa do Campeonato Paulista do próximo ano.