Tamanho do texto

Goleiro do Cruzeiro evitou contato com a torcida rival e contou com ajuda de amigo para chegar em evento de premiação na capital paulista

Goleiro Fábio, do Cruzeiro, recebe prêmio de melhor goleiro do Campeonato Brasileiro
Fernando Dantas/Gazeta Press
Goleiro Fábio, do Cruzeiro, recebe prêmio de melhor goleiro do Campeonato Brasileiro

O goleiro Fábio, do Cruzeiro , passou por uma situação embaraçosa na manhã desta segunda-feira.  Ao chegar no  Aeroporto Internacional de Confins, próximo de Belo Horizonte, o jogador encontrou a torcida do Atlético-MG, que se despedida do time que embarcava para o Mundial de Clubes, em Marrocos. Para evitar confusão, ele preferiu pegar um jatinho particular rumo a São Paulo, onde participou da premiação Bola de Prata/ESPN. 

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Marcado para às 12h, Fábio chegou ao evento com duas horas de atraso. Acompanhado pelo filho, o atleta minimizou o ocorrido. "Estava chovendo, muitas obras em torno do aeroporto e ainda tinha o embarque do Atlético-MG, então havia muitos torcedores e, infelizmente, nem todos sabem somente torcer e partem para a violência. Eu tenho um respeito muito grande em Belo Horizonte e onde eu vou recebo o carinho do torcedor. Para evitar alguma confusão, de alguma pessoa que não tem discernimento, evitei chegar ali no embarque e achei melhor retornar, porque não havia condições de chegar", explicou ele ao iG Esporte

O goleiro contou com a ajuda de um amigo para desembarcar na capital paulista. "Eu tenho um amigo, como eu disse, não pecisa ser rico, basta ter amigo. Meu amigo é uma pessoa ímpar, muito humilde, que resolveu toda essa situação para mim. Aconteceu tudo tão naturalmente que ainda deu tempo de pegar o prêmio", completou. 

Com o término do Campeonato Brasileiro, Fábio, que está há oito temporadas no gol do Cruzeiro, foi eleito o goleiro Bola de Prata de 2013, pela segunda vez. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.