Tamanho do texto

Em seu perfil na rede social Twitter, presidenta condenou a violência entre atleticanos e vascaínos no último domingo

Em seu perfil no Twitter, a presidenta Dilma Rousseff lamentou nesta segunda-feira as cenas de violência protagonizadas por torcedores de Atlético-PR e Vasco no último domingo, na Arena Joinville, que interrompeu o jogo por mais de uma hora. 

“O país do futebol não pode mais conviver com a violência nos estádios”, escreveu. “São chocantes as cenas de brigas entre torcedores no jogo Atlético-PR x Vasco. Esta violência vai contra tudo o que acreditamos ser o futebol, um esporte de paixão, mas também de tolerância”, acrescentou.

Petraglia detona torcida do Atlético-PR: 'Não são torcedores, são vândalos'

Dilma revelou um contato sobre o assunto com o Ministério do Esporte, que nesta segunda-feira cobrou a prisão dos envolvidos na briga , e sugeriu a criação de uma delegacia voltada a problemas envolvendo torcidas: "Conversei com ministro Aldo Rebelo, que acompanha o caso. É necessária a presença da polícia nos estádios, a prisão em flagrante em caso de violência e a criação de uma delegacia do torcedor para que cenas como a de ontem sejam coibidas", completou Dilma.

Gestor da Arena Joinville diz que Atlético-PR era o responsável pela segurança

A Polícia Militar, que normalmente cuida da seguranças nos estádios brasileiros, ficou apenas nas cercanias da Arena Joinville, pois o Atlético-PR, mandante do jogo, contratou uma empresa particular para agir dentro do estádio. Após a confusão, três vascaínos foram presos, e outros quatro torcedores acabaram encaminhados ao Hospital São José.


* Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.