Tamanho do texto

Meia descarta saída do clube após vitória sobre o Criciúma que pode levar o Botafogo à Libertadores do próximo ano

Na tarde deste domingo, pouco depois de ter marcado o último gol do Botafogo na vitória por 3 a 0 sobre o Criciúma , Seedorf se emocionou ao ser substituído nos minutos finais. Ao dar lugar a Hyuri, o holandês recebeu aplausos dos torcedores e, na linha lateral, enquanto abraçava o técnico Oswaldo de Oliveira, o meio-campista foi às lagrimas.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Criamos uma relação muito forte. Tenho respeito e admiração por ele, que me deu a possibilidade de receber o carinho da torcida. É um cara que vive tudo intensamente. Queria mostrar o carinho que tenho por ele", disse Seedorf após a partida.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Recentemente, a permanência do camisa 10 em General Severiano foi questionada e houve boatos de que o holandês deixaria o Botafogo ao final desta temporada. O meia, porém, afirma que continua no Glorioso.

"No futebol, cada vez que termina o ano, qualquer jogador pode sair de seu time. Mas não tem nada disso. Tenho contrato até o final de junho e darei sequência ao trabalho que venho fazendo", declarou o holandês.

Com o gol marcado neste domingo, Seedorf fecha a temporada tendo balançado as redes 15 vezes. O meio-campista de 37 anos atuou em 56 das 67 partidas do clube da Estrela Solitária neste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.