Tamanho do texto

Time carioca precisava de uma vitória simples para escapar do rebaixamento à Série B, mas foi goleado pelo Atlético-PR por 5 a 1 em jogo marcado por briga de torcedores

Por conta da briga entre torcedores que parou o jogo por mais de uma hora, o Vasco jogou todo o segundo tempo contra o Atlético-PR neste domingo sabendo que só dependia de sua vitória para não cair. Mas foi goleado por 5 a 1, deixando atletas e torcedores abatidos. O único a dar entrevistas na saída do gramado da Arena Joinville foi Renato Silva. O zagueiro procurou palavras enquanto era cercado por microfones e lamentou o que definiu como uma "tarde infeliz".

LEIA:  Rebaixamento de Fluminense e Vasco vira motivo de piada em redes sociais

Veja fotos da 38ª rodada do Brasileirão 2013:

"Todos os resultados deram certo para nós, mas tivemos uma tarde infeliz. O sentimento é que... As coisas não vinham dando certo para gente neste ano", lamentou o defensor.

Renato Silva foi um dos que mais mostraram emoção com a confirmação da queda do clube para a segunda divisão. Até adversários consolaram o jogador do Vasco, que chorava bastante durante sua curta entrevista.

Ainda no primeiro tempo, enquanto a partida estava paralisada por causa da briga entre torcedores de Atlético-PR e Vasco , Fagner, lateral direito da equipe carioca, admitiu o temor do que poderia acontecer caso o rebaixamento no Campeonato Brasileiro se confirmasse.

A programação divulgada pelo Vasco é de que a delegação segue de ônibus para Curitiba nesta noite, dorme na capital paranaense e embarca para o Rio de Janeiro na segunda-feira. O mais provável, contudo, é que alguns atletas iniciem suas férias saindo particularmente.