Tamanho do texto

Além de vencer fora de casa, atual campeão brasileiro precisa de tropeços do Coritiba e do Vasco para não ser rebaixado

Fluminense, de Diego Cavalieri, não depende apenas de si para não cair
Photocamera
Fluminense, de Diego Cavalieri, não depende apenas de si para não cair

Desesperado e sem depender dos próprios resultados para evitar o rebaixamento. Esse é o Fluminense que neste domingo, às 17 horas (de Brasília), visita o Bahia na Arena Pituaçu, em Salvador, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Na 18ª posição com 43 pontos, o Tricolor das Laranjeiras tem que ganhar e torcer por dois resultados: tropeços do Coritiba diante do São Paulo, em Itu (SP), e do Vasco diante do Atlético-PR na Arena Joinville, em Joinville (SC).

Já os baianos, com 48 pontos, afastaram qualquer risco de queda na semana passada, quando superaram o campeão Cruzeiro por 2 a 1. Portanto, praticamente cumprem tabela e buscam apenas uma boa despedida da temporada.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Dorival Júnior, técnico do Fluminense, passou a semana trabalhando o aspecto psicológico de seus jogadores, a fim de mostrar a eles que é possível evitar o rebaixamento. "Eu continuo acreditando nos jogadores da equipe e sei que eles podem tirar o time desta situação. Tenho convicção de que vamos conseguir um bom resultado contra o Bahia", disse o comandante do time carioca.

Os jogadores dão sinais de preocupação com o fato de o time não depender dos próprios resultados, mas prometeram adotar a tática de não se preocuparem com os outros. "Nós vamos precisar de tranquilidade, buscar o nosso jogo, procurar fazer a nossa parte dentro de campo. Não vai ser um jogo tranquilo, mesmo com o Bahia garantido. Falo isso porque eles vão querer se despedir de seus torcedores com alegria e, além disso, são profissionais. O Fluminense vai entrar precisando do resultado e por isso deve focar apenas em seu próprio jogo. Se ficarmos pensando em tudo o que vai acontecer na rodada podemos perder a concentração e colocar tudo a perder", disse o zagueiro Gum.

Os cariocas também demonstram preocupação com o fato de o Bahia ser um franco-atirador. "Vamos ter dificuldades para superar o Bahia independentemente da situação que ele se encontre, pois lá tem profissionais que entendem a seriedade de uma competição como o Campeonato Brasileiro. Eles estarão tranquilos e nós precisando demais do resultado. Mas vamos precisar saber lidar com essa situação", disse o volante Jean.

Bahia vem de vitória sobre o Cruzeiro
Pedro Vilela/Gazeta Press
Bahia vem de vitória sobre o Cruzeiro

Os baianos prometem fazer de tudo para estragar os planos dos rivais cariocas de permanecerem na elite do futebol brasileiro. "O Bahia está focado em ganhar e conseguir a melhor colocação possível, pois isso pode ser determinante mais na frente para conseguirmos, por exemplo, vaga na Copa Sul-Americana", disse o atacante Fernandão, que vai se despedir da torcida neste jogo, já que está se transferindo para o futebol turco.

Dorival Júnior fez mistério na escalação do Fluminense. O zagueiro Digão, que vinha atuando de forma improvisada na lateral esquerda, recebeu o terceiro cartão amarelo no empate por 2 a 2 com o Atlético-MG e cumpre suspensão. Assim, Wellington Silva, que chegou a se submeter a uma cirurgia no joelho direito este ano, será a novidade no setor.

Disposto a dar maior poder de fogo ao time o treinador optou pela entrada do atacante Kenedy no posto do volante Rafinha, vetado por conta de uma pancada na perna esquerda recebida contra o Galo.

No Bahia, em relação ao jogo contra o Cruzeiro, o técnico Cristóvão Borges fará uma alteração: volante Hélder, com dores no tornozelo direito, será preservado e seu posto ficará com Feijão, que volta de suspensão.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), e o Fluminense levou a melhor ganhando por 1 a 0, com um gol de Biro-Biro.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X FLUMINENSE

Local: Arena Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 8 de dezembro de 2013 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Rafael da Silva Alves (RS)

BAHIA: Marcelo Lomba, Rafael Miranda, Demerson, Titi e Raul; Fahel, Feijão, William Barbio, Anderson Talisca, Marquinhos Gabriel; Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Wellington Silva; Edinho, Jean e Wágner; Biro Biro, Rafael Sobis e Kenedy
Técnico: Dorival Júnior

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.