Tamanho do texto

Gaúchos buscam vaga direta na fase de grupos da Libertadores, enquanto clube paulista luta por permanência na primeira divisão

Grêmio, de Barcos, busca vaga direta na fase de grupos da Libertadores
Futura Press
Grêmio, de Barcos, busca vaga direta na fase de grupos da Libertadores

Ninguém ousa falar em "jogo de compadres", mas a matemática é clara: com um empate no jogo deste domingo, às 17 horas, no Canindé, Portuguesa e Grêmio alcançam seus respectivos objetivos no Brasileirão. A Lusa escapará do rebaixamento com mais um ponto e o Tricolor garantirá a vaga direta para fase de grupos da Copa Libertadores com uma igualdade, o que esfria o clima de decisão que a partida poderia ter.

Ainda assim, a chance de a Portuguesa cair é tão pequena que não vale à pena jogar pelo empate. A equipe paulista precisaria ser goleada pelo Grêmio, ver o Vasco golear o Atlético-PR em Joinville (e tirar 11 gols de diferença no saldo), Criciúma e Inter empatarem seus jogos e o Coritiba ganhar do São Paulo. Cálculos matemáticos dão como desprezíveis as possibilidades de rebaixamento.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

A situação só não é mais tranquila porque os salários dos jogadores estão atrasados. Orientados pelo Bom Senso FC, os atletas protestaram durante a semana e permaneceram sentados no gramado do Canindé, se recusando a treinar enquanto não houvesse acordo. Nesta quinta, o presidente eleito Ilídio Lico conseguiu sanar o problema e sinalizar o pagamento dos meses em atraso - variam de dois a quatro.

"Nós estamos brigando é por uma melhoria do clube. A Portuguesa tem uma visibilidade muito grande e existem pessoas na diretoria querendo resolver. Mas essa situação já é antiga. Nós ficamos sabendo que isso já havia acontecido com alguns jogadores no ano passado, então a gente não pode deixar isso se repetir", afirmou o meia Souza, em entrevista ao Sportv .

O Grêmio também não navega em mares tão tranquilos. Nesta quinta, o centroavante Barcos afirmou em entrevista coletiva que os direitos de imagem dos jogadores estão atrasados em um mês. No entanto, o clima é mais ameno que no Canindé. "Confiamos na palavra da diretoria. Somos todos profissionais, e temos que ser leais ao clube", explicou o argentino.

Portuguesa vem de vitória sobre a Ponte Preta
Helio Suenaga/Gazeta Press
Portuguesa vem de vitória sobre a Ponte Preta

Quanto aos objetivos no campeonato, o principal foi alcançado: a vaga para a Copa Libertadores de 2014. No entanto, o jogo deste domingo está longe de ser um amistoso para o Grêmio, que quer garantir o vice-campeonato e, assim, a vaga direta na fase de grupos. Em 2012, o segundo lugar escapou na última rodada, o que fez a equipe disputar um difícil mata-mata contra a LDU, em janeiro. A equipe só perde o vice se perder para a Lusa e o Atlético-PR ganhar do Vasco em Joinville.

O técnico Renato Gaúcho terá todo o grupo à disposição, mais uma vez. Sem ninguém suspenso ou lesionado, o treinador deve repetir o time dos últimos dois jogos, que bateu o Goiás e empatou com a Ponte Preta. O chileno Vargas tem papel essencial: ora atua como atacante pela direita, ora como vértice mais alto do losango do meio, fazendo o time mudar do 4-4-2 para o 4-3-3.

A partida deste domingo pode marcar a despedida de alguns jogadores do Grêmio, a começar por Vargas, que tem seu empréstimo junto ao Napoli vencendo no fim do ano. O meia Elano e o goleiro Dida também podem deixar o clube, para aliviar a folha salarial. Nomes como Alex Telles e Bressan podem ser vendidos para fazer caixa na próxima janela de transferências, em janeiro.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA X GRÊMIO

Local: Estádio Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 8 de dezembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Marrubson Melo Freitas (DF)

PORTUGUESA: Lauro; Luís Ricardo, Lima, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Henrique, Moisés e Souza; Bruno Henrique e Gilberto.
Técnico: Guto Ferreira

GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro, Zé Roberto e Vargas; Kleber e Barcos.
Técnico: Renato Gaúcho