Tamanho do texto

Com nova derrota, Manchester United segue em campanha irregular no Inglês e está na nona colocação da competição, com 22 pontos

Jogadores de Manchester United e Newcastle disputam jogada aérea em partida pelo Campeonato Inglês
AP
Jogadores de Manchester United e Newcastle disputam jogada aérea em partida pelo Campeonato Inglês

Neste sábado, no jogo de abertura da 15ª rodada do Campeonato Inglês, o Manchester United tinha a chance de subir três posições na classificação e voltar à briga por uma vaga nas competições europeias, mas foi o Newcastle quem saiu do Old Trafford com a vitória. Aproveitando a má partida dos Red Devils, o time visitante fez o único gol do duelo com Cabaye, segurou o resultado de 1 a 0 até o final da partida e quebrou um tabu de 41 anos.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O Newcastle voltou a vencer o Manchester United fora de casa, resultado que não conquistava desde a temporada 1971/72. Além de quebrar o enorme jejum, o time do nordeste da Inglaterra chega a 26 pontos, conquista a quinta vitória nas últimas seis rodadas e se mantém da zona de classificação para competições internacionais. O United, por sua vez, acumula o quarto jogo sem vitória pelo Campeonato Inglês e segue com 22 pontos, ocupando o meio da tabela.

Líderes do grupo A da Champions League e garantidos nas oitavas-de-final da competição, os Red Devils voltam a campo às 17h45 desta terça-feira, quando recebem o Shaktar Donetsk no Old Trafford. Já o Newcastle tem a semana livre e só atua no próximo sábado, quando encara o Southampton pela 16ª rodada do Campeonato Inglês.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Inglês

O jogo - Logo aos dez minutos, Cleverley teve a chance de abrir ao placar em dois chutes seguidos, mas foi bloqueado pela defesa do Newcastle em ambas. O time visitante respondeu sete minutos depois, em boa jogada pela direita de Sissoko, que cruzou para Rémy desviar de cabeça para fora.

A primeira etapa seguiu sem grandes oportunidades criadas e só ganhou em emoção nos minutos finais, quando Chicharito invadiu a área pela direita e caiu, mas o árbitro Andre Mariner mandou o jogo seguir. Três minutos depois, Debuchy foi servido por Rémy dentro da área e bateu na saída de De Gea, que impediu o gol do Newcastle em ótima defesa. Já nos acréscimos, Debuchy voltou a levar perigo ao aproveitar cruzamento e cabecear forte, mas o goleiro dos Devils fez nova defesa.

Se o Manchester United sofreu pressão no final da primeira metade do jogo, na volta do intervalo aconteceu o contrário. Aos três minutos, o time da casa foi ao ataque com Rafael, que cruzou pela direita e viu a defesa adversária se complicar ao errar o corte. No lance seguinte, Chicharito recebeu lançamento na área e bateu cruzado, mas o goleiro Krul salvou com os pés. Aos dez minutos, Evra subiu alto e cabeceou no canto esquerdo de Krul. Batido na jogada, o goleiro viu a bola bater na trave e no braço do volante Anita, que impediu que ela entrasse. O lance gerou reclamações dos Red Devils, mas o árbitro novamente optou por não marcar o pênalti.

Apesar do bom momento do time da casa, foi o Newcastle quem saiu na frente. Aos 15 minutos, Sissoko puxou contra-ataque pela direita, avançou até a linha de fundo e cruzou na medida para Cabaye, que chutou colocado para abrir o placar. O Manchester United chegou balançar as redes aos 27 minutos, mas a arbitragem anulou o gol de Van Persie alegando posição de impedimento do holandês.

Após levar o gol, os Devils mostraram pressa para buscar o placar, mas pararam na boa marcação adversária. Vendo pouca criatividade no meio-campo do time, a torcida da casa chegou a ameaçar algumas vaias nos minutos finais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.