Tamanho do texto

Escalado como titular para a partida diante do Náutico, neste sábado, Cleber admite que o Corinthians não encerra 2013 da forma como queria

Cleber, zagueiro do Corinthians
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Cleber, zagueiro do Corinthians

Sem maiores objetivos no Campeonato Brasileiro desta temporada, o Corinthians encerra sua participação na competição nacional diante do Náutico, neste sábado, às 19h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco. Escalado como titular para o confronto deste final de semana, o zagueiro Cleber descartou obrigação de vencer, mas mostrou motivação para triunfar em território nordestino.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Precisamos fazer nossa parte. Não acho que seja obrigação, já que são 11 contra 11 e uma equipe que quer encerrar o ano com uma vitória dentro de casa. Se conseguirmos os três pontos, será bom. Não fecharemos o ano como queríamos, mas um triunfo está bom", afirmou o defensor.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

Atualmente na décima colocação na tabela de classificação, com 50 pontos, o Corinthians pode atingir, no máximo, a nona posição. O Náutico, por sua vez, marcou presença na zona de rebaixamento durante ao longo da competição nacional inteira, tendo a 17ª colocação como melhor momento. Com rebaixamento já garantido, o clube alvirrubro, com 17 pontos, terá a pior campanha da história se for derrotado neste final de semana.

Apesar de desempenho intermediário no Campeonato Brasileiro, o Corinthians tem a melhor defesa da competição nacional, com 21 gols sofridos em 37 partidas. O Náutico, por sua vez, tem o pior ataque do torneio, tendo balançado as redes em 21 oportunidades.

"Não vejo como vergonha tomar gol do Náutico. É um time de primeira divisão, então será mérito dos atacantes adversários caso isso ocorra. Tomamos um gol por mérito do Paulinho em um chute de longa distância contra o Flamengo", encerrou o zagueiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.