Tamanho do texto

Mesmo com a temporada ruim para o Santos, o atacante virou titular no fim do Brasileirão e celebrou o bom desempenho

Geuvânio, atacante do Santos
Flickr/Santos
Geuvânio, atacante do Santos

Em termos de conquistas, o ano de 2013 não ficará marcado na história do Santos . Além de perder o título paulista para o arquirrival Corinthians, o Peixe ainda teve de se reconstruir após a demissão de Muricy Ramalho e a saída de Muricy Ramalho. Efetivado como técnico dos profissionais com a missão de promover jogadores da base, Claudinei Oliveira tornou titulares jovens como Gustavo Henrique, Alison e Geuvânio, que ganhou uma vaga no ataque santista na reta final do Campeonato Brasileiro.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Para o Santos, não foi um ano excelente. A torcida está acostumada a ganhar títulos, e neste ano, infelizmente, não deu. Mas eu não posso reclamar. Vinha treinando para completar grupo. Se faltava algum lateral ou atacante, chamavam o Caveirinha (apelido do jogador). Terminar o ano como titular é uma satisfação enorme, ainda mais com a camisa que era do Neymar", disse Geuvânio, atual camisa 11 santista, em entrevista coletiva concedida no CT Rei Pelé, nesta quarta-feira.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

O "Caveirinhha", como o atacante ficou conhecido nas categorias de base do Santos, ganhou a disputa com Willian José, Everton Costa e Gabriel, e vem atuando como titular desde a 33ª rodada, quando o Peixe enfrentou o Vasco no Maracanã.Em relação à última partida do ano, contra o Goiás, no estádio Serra Dourada, Geuvânio mantém o discurso dos outros santistas, afirmando que a equipe pretender terminar o ano "com dignidade".

"Os jogadores têm frisado isso: terminar bem o ano, alcançando essas três vitórias seguidas. Vamos entrar em campo com a mesma determinação, jogando para ganhar", afirmou.

O treino do Santos nesta quarta-feira, realizado no CT Rei Pelé, contou com alguns espectadores diferentes. Um grupo de idosos da cidade de Dracena acompanhou a continuidade dos preparativos santistas para a partida contra o Goiás, marcada para as 17 horas (de Brasília) do próximo domingo, no estádio Serra Dourada.

Elenco tem visita 'inusitada' em treino

Os representantes da "melhor idade" viajaram mais de 700 km, de Dracena, localizada no interior paulista, até a Baixada Santista, para conhecer um famoso jogador nascido na cidade: o capitão santista, Edu Dracena.

Os fãs do jogador estão em Santos para a disputa dos Jogos Abertos do Idoso, que ocorrerão entre esta quarta e o próximo domingo na cidade litorânea.