Tamanho do texto

Time de Campinas começa a disputar a decisão da Copa Sul-Americana com os argentinos na quarta-feira

Jorginho, técnico da Ponte Preta
Divulgação
Jorginho, técnico da Ponte Preta

Já rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro quando entrou em campo para enfrentar a Portuguesa, neste domingo, no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta atuou com uma equipe inteiramente reserva. Responsável pela decisão de poupar os jogadores titulares, o técnico Jorginho lamentou a queda e a derrota para a Lusa, reconhecendo que a falta de ritmo pesou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Queríamos que fosse diferente e que tivéssemos permanecido na primeira divisão. Infelizmente, não aconteceu. Sabíamos que não seria fácil conseguir um resultado positivo (contra a Portuguesa), ainda mais vindo com jogadores que não estavam com ritmo de jogo, só treinando. Mesmo assim, considero que perdemos por uma desatenção nossa em uma bola parada. Se virássemos o primeiro com o 0 a 0, as coisas poderiam ter sido diferentes", declarou Jorginho.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Sul-Americana

Nesta segunda-feira, o elenco da Macaca deu início à concentração para a primeira decisão da Copa Sul-Americana, contra o Lanus que será disputada nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu. A viagem para São Paulo e o treino de reconhecimento do gramado estão agendados para terça-feira.

"Vamos enfrentar uma equipe muito certinha dentro de campo, pois o Schelotto (treinador do Lanús) trabalha muito essa parte tática, e ainda conta com jogadores muito qualificados. Acredito que eles são favoritos. Temos que trabalhar muito essa questão de virar a página do Brasileiro, para nos concentrarmos muito neste jogo. Se não tivermos nenhum tipo de problema, todos que descansaram no domingo vão jogar na quarta", completou Jorginho.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.