Tamanho do texto

Time de Campinas começa a disputar a decisão da Copa Sul-Americana com os argentinos na quarta-feira

Jorginho, técnico da Ponte Preta
Divulgação
Jorginho, técnico da Ponte Preta

Já rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro quando entrou em campo para enfrentar a Portuguesa, neste domingo, no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta atuou com uma equipe inteiramente reserva. Responsável pela decisão de poupar os jogadores titulares, o técnico Jorginho lamentou a queda e a derrota para a Lusa, reconhecendo que a falta de ritmo pesou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Queríamos que fosse diferente e que tivéssemos permanecido na primeira divisão. Infelizmente, não aconteceu. Sabíamos que não seria fácil conseguir um resultado positivo (contra a Portuguesa), ainda mais vindo com jogadores que não estavam com ritmo de jogo, só treinando. Mesmo assim, considero que perdemos por uma desatenção nossa em uma bola parada. Se virássemos o primeiro com o 0 a 0, as coisas poderiam ter sido diferentes", declarou Jorginho.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Sul-Americana

Nesta segunda-feira, o elenco da Macaca deu início à concentração para a primeira decisão da Copa Sul-Americana, contra o Lanus que será disputada nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu. A viagem para São Paulo e o treino de reconhecimento do gramado estão agendados para terça-feira.

"Vamos enfrentar uma equipe muito certinha dentro de campo, pois o Schelotto (treinador do Lanús) trabalha muito essa parte tática, e ainda conta com jogadores muito qualificados. Acredito que eles são favoritos. Temos que trabalhar muito essa questão de virar a página do Brasileiro, para nos concentrarmos muito neste jogo. Se não tivermos nenhum tipo de problema, todos que descansaram no domingo vão jogar na quarta", completou Jorginho.