Tamanho do texto

Na zona de rebaixamento,Vasco tem adversário mais fraco possível para buscar algum alívio

Vasco venceu o Náutico em Pernambuco e precisa repetir o resultado no Rio para escapar da queda
Otávio de Souza/ Agif/Gazeta Press
Vasco venceu o Náutico em Pernambuco e precisa repetir o resultado no Rio para escapar da queda

O Vasco recebe o Náutico neste domingo às 17h no Maracanã com uma missão clara e óbvia: vencer o rebaixado Náutico. Na zona do descenso, com 41 pontos, o time carioca já não depende dos próprios resultados, mas tem boas chances de escapar se fizer a sua parte nesta reta final.

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

O triunfo sobre o campeão Cruzeiro, por 2 a 1, deu novo fôlego ao time, que joga a vida na temporada. Ganhar está longe de ser uma tarefa complicada diante do já rebaixado e lanterna Náutico, que se tornou uma espécie de saco de pancadas. Estacionado com 17 tentos e dono de uma das piores campanhas da era dos pontos corridos, o Timbu foi goleado pelo Atlético-PR por 6 a 1 no fim de semana passado.

O mau momento vivido pelo Náutico divide os sentimentos dos vascaínos para este confronto. Isto porque a obrigação de vitória é enorme e eles sabem do comportamento que a equipe precisa ter em campo.

"Sabemos que é um jogo em que a responsabilidade pela vitória é toda nossa e, portanto, vamos ter que tomar a iniciativa desde o começo e não permitir que o Náutico tente jogar. Temos que tornar o jogo tranquilo, embora ele se desenhe complicado. A melhor maneira de fazer isso é impedir que o nosso adversário toque a bola com tranquilidade ou consiga sair da defesa para o ataque", analisou o zagueiro Cris.

Apesar disto, ninguém em São Januário quer mais pressão do que a já vivida pelo clube. Por isso, os jogadores estão tentando afastar a euforia da torcida, que deverá colocar mais de 50 mil pagantes no Maracanã, todos esperando uma goleada. Os atletas lembram que a prioridade é vencer e querem afastar do imaginário da torcida a humilhante goleada sofrida pelos pernambucanos para o Furacão no último domingo.

"Em uma competição equilibrada como é o Campeonato Brasileiro ninguém deve pensar em ganhar o jogo de véspera. Muito menos golear. O que aconteceu com o Náutico na rodada passada não é o comum em termos de resultado no Brasileirão. Basta analisarmos a realidade, a tabela. É preciso respeitar os profissionais que estão do outro lado. O Vasco precisa ir a campo com o pensamento de ganhar a partida, pois temos que somar pontos. Goleada não é a nossa prioridade. Se acontecer, será naturalmente", disse o volante Abuda.Satisfeito com o rendimento do time na vitória sobre o Cruzeiro, o técnico Adilson Batista descarta mudanças e vai repetir a formação da rodada passada.

Pelo lado do Náutico, o técnico Marcelo Martellote tem procurado trabalhar o aspecto psicológico dos jogadores, que no meio da semana abriram mais uma crise contra a diretoria, acusada de não pagar os salários dos atletas no departamento médico. Apesar disto, os pernambucanos garantem que a vitória é um desejo deles neste domingo e que empenho não vai faltar.

"Queremos a vitória para sairmos desses 17 pontos, que se tornaram um pesadelo para a nossa equipe neste Campeonato Brasileiro. Respeitamos o nosso adversário, que precisa muito do resultado para evitar a queda para a segunda divisão, mas temos que pensar no clube e na nossa torcida. Vamos nos empenhar em campo para deixarmos o Maracanã com um triunfo", prometeu o zagueiro Leandro Amaro.

Para este compromisso, o Náutico tem novidades. Os zagueiros William Alves e Diego estão suspensos. Assim, Alison e Leandro Amaro, que retorna de suspensão, formarão a dupla de zaga, com Bruno Collaço atuando na lateral- esquerda. O volante Elicarlos, barrado, cede o posto para Derley. Recuperado de dores musculares na coxa, o atacante Maikon Leite reaparece com o esquema variando do 3-5-2 para o 4-4-2.

No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), e o Vasco levou a melhor, superando o rival por 3 a 0. Marlone (2) e Willie marcaram os gols naquela ocasião.

FICHA TÉCNICA
VASCO X NÁUTICO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1 de dezembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Rafael da Silva Alves (RS)

VASCO: Alessandro; Fagner, Cris, Luan e Yotún; Guiñazu, Abuda, Pedro Ken e Marlone; Thalles e Edmilson
Técnico: Adilson Batista

NÁUTICO: Ricardo Berna; Maranhão, Alison, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Derley, Gustavo Henrique, Martinez e Tiago Real; Rogério e Maikon Leite
Técnico: Marcelo Martellote

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.