Tamanho do texto

Num estádio lotado no Recife, time de Pernambuco coroou com taça o acesso para a Série B

O Santa Cruz levou a sua fanática torcida ao delírio com a conquista da Série C do Campeonato Brasileiro. No estádio do Arruda, derrotou o Sampaio Corrêa neste domingo por 2 a 1, no jogo de volta das finais. Como a primeira partida no Castelão foi 0 a 0, uma vitória simples dava o título para qualquer uma das equipes. Melhor para o time da casa, que levantou o caneco após os gols de Dedé e do ídolo sensação da temporada, Flávio Caça-Rato. Cleitinho diminuiu para os visitantes.

A torcida lotou o Arruda e fez uma linda festa para comemorar o acesso e o segundo título da temporada, já que o Tricolor foi o grande Campeão Pernambucano de 2013. Luverdense, Vila Nova e o vice Sampaio Corrêa também estão garantidos na segunda divisão de 2014. Rebaixados, Guaratinguetá, Paysandu, São Caetano e Asa disputarão a terceirona no próximo ano.

Time do Santa Cruz posado antes da final. Estádio Arruda ficou lotado para a decisão contra o Sampaio Corrêa
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Time do Santa Cruz posado antes da final. Estádio Arruda ficou lotado para a decisão contra o Sampaio Corrêa

O jogo
O primeiro tempo teve o domínio bem divido entre as duas equipes. Na primeira metade, o time da casa fez valer a presença de sua torcida e criou as melhores oportunidades de gol, Luciano Sorriso chegou a deixar Caça-Rato na cara do gol, mas o atacante desperdiçou a chance. Mimica foi amarelado, após falta dura no melhor jogador da primeira etapa, o próprio Sorriso. A partir dos 20 minutos de jogo, o Sampaio Corrêa foi mais incisivo e teve boas chances de marcar. Melhor para o goleiro Tiago Cardoso, que não deixou passar nada, nem a boa cabeçada de Lucas, depois de cobrança de escanteio, o meia recebeu cartão amarelo minutos mais tarde.

Flávio Caça-Rato marcou o segundo gol do Santa na final
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Flávio Caça-Rato marcou o segundo gol do Santa na final

Sem conseguir marcar o gol, o time do Maranhão assistiu a mais uma boa descida dos volantes tricolores e, aos 33 minutos, Luciano Sorriso chutou forte de fora da área, buscando o canto esquerdo de Rodrigo Ramos, que espalmou e a bola sobrou para Dedé, que não deixou passar e abriu o placar, levando a torcida ao delírio. O primeiro tempo terminou em 1 a 0 para o time do Arruda.

No segundo tempo, o Santa voltou fulminante. Logo no primeiro minuto, Flávio Caça-Rato deixou o dele. Após erro da defesa do Tubarão, o atacante não perdoou e colocou a bola para dentro no canto direito. Em grande exibição, Luciano Sorriso deixou o gramado aos dez minutos, lesionado e Leo entrou em seu lugar. O técnico Flávio Araújo não se intimidou com os dois gols sofridos e logo colocou mais um atacante em campo: Lucas deu lugar a Edgar, depois Leandro Kivel foi substituído por Júnior Chicão.

Aos gritos de "olé" e com a vantagem no placar, os jogadores do Tricolor começaram a valorizar a posse de bola e Siloé entrou no lugar de Flávio Caça-Rato. A estratégia não foi bem sucedida e, após muito insistir, Cleitinho diminuiu para o Sampaio Corrêa, momento em que a equipe já estava com três atacantes em campo: Júnior Chicão, Edgar e Rayllan.

Em um final de jogo dramático, o Santa Cruz garantiu o título inédito e fez a alegria dos torcedores presentes, que só comemoraram a vitória após o apito do árbitro. Pois, caso o os maranhenses empatassem a partida, levantariam a taça da Série C.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.