Tamanho do texto

Diante do Internacional, Tite se despediu dos torcedores no Pacaembu com um placar que colaborou para a não renovação do seu contrato: 0 a 0

Tite se despediu do Pacaembu com um placar que colaborou para a não renovação do seu contrato: 0 a 0. Cobrado pelas dificuldades ofensivas de sua equipe e pelos sucessivos empates em 2013, o técnico viu o Corinthians ser novamente pouco criativo diante do Internacional, na noite deste sábado.

Em noite de festa, Tite dá adeus ao Pacaembu com 0 a 0 contra o Inter

"O show ficou com a torcida, pois foi um jogo fraco", reconheceu o zagueiro Paulo André, que organizou novo protesto do Bom Senso FC - movimento em prol de melhorias no calendário do futebol brasileiro - antes do duelo.

Sem se importar com o mau rendimento do Corinthians, os torcedores que foram ao Pacaembu fizeram muita festa para o técnico Tite, que será substituído por Mano Menezes em 2014, o lateral direito Alessandro, a um jogo da aposentadoria, e até o atacante Jorge Henrique, hoje no Inter.

"Estamos vendo amigos irem embora. É um ciclo que se encerra", comentou Paulo André, em discurso repetido por outros jogadores do Corinthians. Muitos deles deverão também sair com a confirmação do retorno de Mano Menezes, encarregado de reformular o elenco.

Emocionado com as homenagens que recebeu, Tite também voltou a argumentar sobre os motivos do mau desempenho do Corinthians no Campeonato Brasileiro. "É claro que queríamos ter jogado melhor hoje. Ficamos em cima durante todo o segundo tempo ( quando o volante Willians, do Inter, foi expulso ), mas não encontramos soluções. A falta de um pivô nos dificulta muito. Com o Guerrero, tínhamos um aproveitamento de G4 ou G5", lamentou, recordando a lesão do peruano.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.