Tamanho do texto

A Promotoria de Habitação e Urbanismo de São Paulo vai aguardar o posicionamento da Polícia Científica para saber se há "comprometimento da estrutura"

O Ministério Público do Estado de São Paulo, através de sua Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, afirmou que aguardará o laudo da Polícia Científica para decidir se pedirá ou não a suspensão das obras da Arena Corinthians.

O orgão espera os resultados da perícia no local para saber se há "comprometimento na estrutura da construção" que possa provocar novos acidentes. Na manhã desta quarta-feira, uma queda de um guindaste provocou a morte de duas pessoas.

Acidente compromete o andamento das obras da Arena Corinthians, em Itaquera
Rodrigo Gazzanel/Futura Press
Acidente compromete o andamento das obras da Arena Corinthians, em Itaquera

Leia abaixo a nota na íntegra:

"Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, em razão do inquérito civil já instaurado para investigar a construção da Arena Corinthians, tanto sob o aspecto da segurança da edificação quanto dos impactos no entorno, a partir da notícia do acidente ocorrido nesta quarta-feira (27/11) requisitará laudo para apontar suas causas e eventual comprometimento na estrutura da construção que possa colocar em risco a integridade física e a vida dos futuros frequentadores.

Somente se os elementos técnicos indicarem a necessidade da suspensão das obras é que a Promotoria adotará providências para que a construção seja paralisada, até que sejam eliminados quaisquer riscos para o seu prosseguimento. Aguardará, portanto, o laudo da Polícia Científica para avaliar as medidas a serem adotadas.

A Promotoria já havia agendado com advogado do Corinthians, no começo desta semana, uma vistoria na obra, para os próximos dias do mês de dezembro, visando aferir as inconformidades apontadas em correspondência recente do Corpo de Bombeiros, sob o aspecto de segurança contra incêndio."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.