Tamanho do texto

Expulsão de Sergio Ramos não atrapalhou na vitória por 4 a 1, no Santiago Bernabéu, pela Liga dos Campeões

Di Maria comemora gol do Real Madrid contra o Galatasaray em duelo pelo Grupo B
Andres Kudacki/AP
Di Maria comemora gol do Real Madrid contra o Galatasaray em duelo pelo Grupo B

O Real Madrid confirmou antecipadamente a liderança do grupo B da Liga dos Campeões da Europa. Mesmo sem Cristiano Ronaldo e com um jogador a menos durante boa parte do jogo, o time merengue derrotou o Galatasaray por 4 a 1, nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu.

Comente esta notícia com outros torcedores

O time espanhol ficou com um jogador a menos quando o placar ainda estava inalterado, já que Sérgio Ramos foi expulso aos 26 minutos do primeiro tempo. Assim, Bale, Arbeloa, Di María e Isco marcaram os gols, em jogo que teve Casemiro como titular. Já o Galatasaray descontou com Umut Bulut.

O resultado assegurou ao matematicamente, com antecedência, sua primeira colocação na chave, já que chegou aos 13 pontos. O Galatasaray, por sua vez, deixou escapar o segundo lugar, pois permanece com quatro e foi ultrapassado pela Juventus, que venceu o Copenhague por 3 a 1, em Turim, também nesta quarta-feira.

Confira a classificação dos grupos da Liga dos Campeões

Na última rodada desta fase da Liga dos Campeões, o Galatasaray receberá o Juventus, enquanto o Real jogará fora de casa contra o Copenhague, que tem quatro pontos.

O Real Madrid começou perigoso no jogo e quase abriu o placar aos três minutos, quando Bale recebeu lançamento, invadiu a área em liberdade e tocou para fora, desperdiçando grande oportunidade. O time merengue seguiu com mais posse de bola, até que sofreu uma baixa.

Aos 25 minutos, Umut Bulut ganhou na corrida de Sérgio Ramos e foi puxado pelo zagueiro do Real, que impediu o adversário a entrar livre na área. Assim, o árbitro assinalou falta para o Galatasaray e expulsou o jogador madrileno. Com isso, Carlo Ancelotti foi obrigado a tirar o atacante Jesé Rodríguez para colocar Nacho na defesa. Na cobrança da falta, Inan mandou nas mãos do goleiro Casillas.

Felipe Melo tenta desarmar Pepe em duelo entre Galatasaray e Real Madrid
Paul White/AP
Felipe Melo tenta desarmar Pepe em duelo entre Galatasaray e Real Madrid

A expulsão equilibrou o jogo, mas o Real Madrid conseguiu abrir o placar, aos 36 minutos. Em falta da intermediária, Bale bateu quase no meio do gol e contou com falha do goleiro Iscan, que nem sequer esticou os braços para evitar que a bola entrasse. Porém, apenas dois minutos depois, Drogba deu belo passe para Umut Bulut, que recebeu nas costas de Pepe e tocou para as redes.

Antes do fim do primeiro tempo, Bale ainda tentou recolocar o time espanhol na frente, mas bateu por cima da meta, ao receber pela esquerda do ataque. No entanto, a segunda etapa começou com superioridade do Galatasaray, que teve um gol anulado de Amrabat aos dois minutos, por impedimento.

O susto acordou o Real Madrid para o segundo tempo. Aos seis minutos, Di María cruzou da esquerda, e Arbeloa apareceu livre para fazer o gol e receber os abraços dos colegas. A zaga do Galatasaray pediu impedimento na jogadd, mas o árbitro considerou tudo normal.

Ainda no início da etapa final, o brasileiro Casemiro foi substituído por Xabi Alonso, poupado em parte do confronto. Para tentar acabar com qualquer risco de surpresa, o time merengue seguiu no ataque. Marcelo cruzou da esquerda para Arbeloa, que dominou na entrada da área e bate ao lado da trave.

Aos 18, o Real marcou o terceiro. Di María recebeu passe de Isco na área e finalizou para balançar as redes. Depois disso, Roberto Mancini fez duas mudanças no Galatasaray, tirando Bruma e Amrabat para as entradas de Sneijder e Riera. Sem alternativa, o time visitante partiu para tentar descontar, e Drogba exigiu grande defesa de Casillas ao mandar de cabeça. A partir daí, o Real não teve mais tanto problema para administrar o resultado.

Juventus vence em casa

Vidal cobra pênalti para marcar um dos seus três gols pela Juventus contra Copenhague
Fabio Ferrari/AP
Vidal cobra pênalti para marcar um dos seus três gols pela Juventus contra Copenhague

No outro jogo do grupo B da Liga dos Campeões da Europa, realizado no mesmo horário que o duelo entre Real Madrid e Galatasaray, a Juventus derrotou o Copenhague por 3 a 1.

A equipe italiana balançou as redes aos 29 minutos do primeiro tempo, em pênalti convertido por Arturo Vidal, em Turim. Porém, o time visitante empatou no segundo tempo. Aos seis, depois de confusão na área, Olof Mellberg mandou para as redes dos italianos.

Mesmo assim, a equipe italiana não se assustou, pulando novamente à frente no placar, aos 16 minutos, em mais uma cobrança de pênalti de Arturo Vidal. Apenas dois minutos depois, Vidal deu ainda mais tranquilidade à Juventus, marcando o terceiro, desta vez de cabeça e assegurando o resultado positivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.