Tamanho do texto

Torcedor fica chateado, tem o direito de achar que é nosso dever ganhar todas as partidas e subir, diz atacante Leandro, autor de um dos gols do Palmeiras no 3 a 0 sobre o Boa Esporte

Leandro marcou o segundo gol na vitória que garantiu ao Palmeiras o título da Série B
Getty Images/Miguel Schincariol
Leandro marcou o segundo gol na vitória que garantiu ao Palmeiras o título da Série B

Não foi unânime a reação da torcida ao ver o Palmeiras campeão neste sábado , com a vitória por 3 a 0 sobre o Boa Esporte . Enquanto parte dos 17.163 pagantes começou a gritar "campeão" no terceiro gol, outra se limitou aos cânticos tradicionais e deixou o Pacaembu rapidamente, logo após o apito final do árbitro.

A divisão ficou clara. Nos setores em que havia torcedores organizados, houve silêncio e pressa. Nas demais partes do estádio, como cadeiras numeradas ou Tobogã, a festa foi longa, a mesma dos jogadores, que se reuniram em campo para comemorar o segundo título da segunda divisão na quase centenária história do clube.

Comente o título do Palmeiras com outros torcedores!

"Torcedor fica chateado, tem o direito de achar que é nosso dever ganhar todas as partidas e subir. Mas conseguimos, e agora estamos de volta à Série A", disse o atacante Leandro, autor do segundo gol da partida - o meia Felipe Menezes e o lateral esquerdo Juninho anotaram os outros.

Para os torcedores que não se permitiram comemorar a conquista, a justificativa é que a volta à primeira divisão era a única (e obrigatória) meta depois do rebaixamento na temporada passada. Foi isso o que eles gritaram em 26 de outubro, quando foi consumado o acesso, no empate sem gol com o São Caetano, também no Pacaembu.

Confira a classificação, artilharia e notícias da Série B

Apesar de não se juntar aos que festejavam, os torcedores organizados também não organizaram nenhum protesto na arquibancada, apesar de policiais militares terem se postado em maior número em frente ao alambrado. Em menos de meia hora, já não havia mais ninguém no Pacaembu.

O jogo deste sábado, aliás, foi o último do Palmeiras no estádio paulistano, em 2013. Na próxima e última rodada como mandante, a equipe treinada por Gilson Kleina receberá o Ceará em Campo Grande (MS). Já na rodada derradeira da Série B do Campeonato Brasileiro, o adversário será a Chapecoense, fora de casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.