Tamanho do texto

Flu tem aproveitamento de 29,6% dos pontos com o atacante em campo. Ele jogou 9 vezes, fez 3 gols e foi responsável por apenas 4 pontos conquistados pelo time

Fred, atacante do Fluminense
Nelson Perez/Fluminense FC
Fred, atacante do Fluminense

Fred foi decisivo para o Fluminense em duas edições recentes do Campeonato Brasileiro . No último ano, os gols dele foram decisivos na conquista do título nacional. Em 2009, ele foi peça fundamental na reação que tirou o time da zona de rebaixamento. Em 2013, porém, a situação é diferente. A equipe, ameaçada de rebaixamento, não tem contado com o atacante, que sofreu lesão muscular na coxa direita em agosto e não tem previsão de retorno. E, com base nos números, o torcedor não deveria ver Fred como esperança de salvação.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Fred foi artilheiro do Brasileirão do ano passado com 20 gols, quase um terço dos 61 marcados pelo Fluminense. Na edição de 2013, porém, ele pouco esteve à disposição do time. E, quando esteve, foi apenas coadjuvante.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O atacante do Flu e da seleção entrou em campo apenas nove vezes e marcou três gols no Brasileirão 2013, um gol a cada três jogos. Foi diretamente responsável por quatro dos 27 pontos disputados, ao marcar na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro e no empate por 1 a 1 com o Vitória. O terceiro gol foi na derrota por 3 a 2 para o Internacional.

Com Fred em campo, o Flu venceu dois jogos, empatou dois e perdeu cinco. O aproveitamento nesses jogos é de 29,6%, melhor apenas que o do lanterna Náutico (17,1%). Sem o goleador, o Flu tem aproveitamento de 38,8%, um número igualmente ruim, mas que hoje seria suficiente para superar o Vasco (37,3%) e figurar fora da zona de rebaixamento.

Não se pode atribuir a Fred a responsabilidade pela má fase do Flu, mas os números são um indicativo da temporada discreta que ele faz. E a torcida parece concordar, já que o atacante foi um dos alvos da revolta dos tricolores que picharam o muro da sede do clube na madrugada de terça-feira. Uma das mensagens dizia: "Fred marqueteiro".

Para se ter uma ideia, Rafael Sóbis, bem menos badalado, não deve nada a Fred em 2013 e ainda jogou muito mais vezes. Ele fez 31 jogos e marcou 10 gols, um gol a cada 3,1 jogos. Foi diretamente responsável por 14 dos 93 pontos disputados quando esteve em campo. Sóbis fez gols decisivos nas vitórias sobre Atlético-PR, Goiás, Portuguesa e novamente Goiás. Garantiu, ainda, empates com Atlético-PR e Grêmio.

No final de outubro, Fred voltou a aparecer nos treinos do Fluminense e fez uma série de exercícios acompanhado de perto pelos fisioterapeutas do clube, Fábio Marcelo e Roberto Tupinambá. Porém, ele ainda não tem previsão de voltar a campo. E, caso volte, terá que esquecer 2013 e reviver os anos de 2009 e 2012 para tornar-se uma arma na reta final do Brasileirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.