Tamanho do texto

Equipe gaúcha bateu os cariocas por 2 a 1, chegou aos 45 pontos e afastou de vez as chances de rebaixamento para a Série B

Fabrício (E), jogador do Internacional, Dória e Bolívar (D), do Botafogo, durante partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013
VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta Press
Fabrício (E), jogador do Internacional, Dória e Bolívar (D), do Botafogo, durante partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013

O Internacional chegou ao número mágico de 45 pontos neste domingo. A equipe gaúcha deixou para trás a zona de risco ao derrotar o Botafogo , por 2 a 1, no Estádio Centenário. Jorge Henrique e Jackson marcaram os gols do Inter, e Dória descontou para a equipe carioca. O Colorado acabou, com isso, ajudando o rival Grêmio, já que segurou o Botafogo, um concorrente direto de tabela do Tricolor.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O primeiro tempo foi bastante aberto no Centenário. O Botafogo não marcou graças a pelo menos três grandes defesas de Muriel, mas o Inter foi mais eficiente e abriu o placar através de Jorge Henrique. No segundo, o Fogão empatou logo de cara, mas o Colorado respondeu rápido e chegou à vitória com Jackson.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

Com a vitória, o Inter sobe para o 9º lugar e abre nove pontos para a zona de rebaixamento da competição. O Botafogo estacionou na 4ª posição, com 53 pontos. O Colorado terá na quinta-feira outro compromisso complicado: o Atlético-MG, em Belo Horizonte. O Fogão recebe a Portuguesa, no Maracanã, na próxima quarta-feira.

O jogo - O Botafogo tentou se aproveitar do nervosismo do Inter e tomou a iniciativa nos minutos iniciais. A primeira boa chegada ocorreu aos 13 minutos, quando Gegê invadiu a área e Muriel saiu para salvar. Aos 19, Edílson bateu falta de muito longe e soltou uma bomba, defendida pelo goleiro do Inter. O Inter só chegou com perigo aos 23, em chute de Jorge Henrique defendido com segurança por Jefferson. A partir daí, o Colorado melhorou no jogo. Aos 29, Willians abriu na esquerda para Fabrício. O chute, despretensioso, desviou na zaga e acertou a trave. No minuto seguinte, D’Alessandro fez ótimo passe para Otávio, que cruzou da direita, mas Jorge Henrique chegou atrasado.

O jogo ficou aberto. Aos 32, o Fogão respondeu à pressão colorada em grande jogada de Seedorf, que rolou para uma bomba de Edílson defendida por Muriel. Na jogada seguinte, Rafael Marques recebeu livre na área e chutou para milagre de Muriel. Aos 39, o gol colorado: Otávio cruzou, Jorge Henrique aproveitou falha de Bolívar e empurrou para as redes.

Destaque do primeiro tempo, Muriel começou o segundo falhando, e num momento decisivo. Logo aos dois minutos, Seedorf bateu escanteio, o goleiro colorado ficou no meio do caminho e Dória empatou o jogo em Caxias: 1 a 1. A resposta veio rápida: aos cinco, Jackson pôs novamente o Inter em vantagem, ao aproveitar falta levantada por D’Alessandro.

O jogo então deu uma caída de ritmo, mas aos 20 o Botafogo quase fez um golaço: Elias mandou uma meia-bicicleta por cima do gol colorado. Sem conseguir pressionar, o Fogão tinha dificuldades em chegar ao gol. Aos 37, Elias chutou pela linha de fundo após bate-rebate. O Inter respondeu aos 40, quando Jefferson saiu do gol para salvar o time carioca no momento em que Caio chegava para a conclusão.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RSN)
Data: 10 de novembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Alessandro de Matos (Fifa-BA) e Neuza Back (SC)
Cartões Amarelos: Edílson e Gabriel (BOTAFOGO);

Gols:
INTER: Jorge Henrique, aos 39 minutos do primeiro tempo, e Jackson, aos seis minutos da segunda etapa.
BOTAFOGO: Dória, aos três minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Muriel; Ednei (Nathan Índio), Alan, Jackson e Fabrício; João Afonso, Willians, Jorge Henrique, D’Alessandro e Otávio (Josimar); Scocco (Caio).
Técnico: Clemer

BOTAFOGO: Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Renato), Gabriel, Gegê (Bruno Mendes), Seedorf e Rafael Marques (Hyuri); Elias.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.