Tamanho do texto

"O que o Santos me deu não é nem 1% do que eu ajudei o clube. Se você é mandado embora assim é porque é pedófilo ou ladrão. Eu sou um cara honesto", disse Betinho

Betinho com Neymar, seu grande achado
Arquivo pessoal
Betinho com Neymar, seu grande achado

O olheiro que descobriu Neymar e Robinho para o mundo do futebol está com os dias contados no Santos . O atual avaliador Roberto Antonio do Santos, mais conhecido como Betinho, foi o responsável por levar os dois atacantes ao clube praiano e terá sua demissão consumada no final do ano, quando retorna às suas atividades depois de passar dois meses cumprindo licença médica. 

Conselheiros do Santos pedem saída de Luís Álvaro e comitê faz reunião

Em nota oficial enviada ao iG,   o Santos confirmou a dispensa dos olheiros do clube, mas sem citar o nome de Betinho. "O Departamento de Franquias, que cuida das escolas de futebol do Santos, está implantando uma nova filosofia de trabalho que inclui a redução de custos, e uma consequente diminuição do número de olheiros", disse o clube através da sua assessoria de imprensa.

Em entrevista exclusiva ao iG Esporte,   Betinho se mostrou bastante magoado com a decisão do novo gerente das categorias de base do Santos, Hugo D'Elia Machado, que pretende fazer uma reformulação no setor e incluiu seu nome na lista de dispensas.

Relembre 10 jogos marcantes de Neymar pelo Santos:

"O motorista do Santos que me falou, não recebi nada oficial", disse Betinho. "A minha demissão é uma coisa interna. Se você é mandado embora assim é porque é pedófilo ou ladrão. Eu sou um cara honesto. Como eles podem explicar a minha saída? Eu tenho direito de pedir as contas do Santos, não eles de me demitir. Eu não acordo cedo para ir brincar no Santos. O que eu conquistei foi honestamente, pode falar com a família do Robinho, do Neymar", completou o profissional.

Você concorda com a provável demissão de Betinho? Comente e opine

A primeira passagem de Betinho pelo Santos foi em 1996, permanecendo apenas um ano no alvinegro. Em 1997, começou a trabalhar no Clube de Regatas Tumiaru, em São Vicente, onde descobriu Neymar na escolinha de futsal que criou. A volta ao Santos aconteceu em 2011, a pedido do próprio pai de Neymar, sendo um dos avaliadores técnicos do projeto Meninos da Vila.

Betinho e o ainda menino Robinho
Arquivo pessoal
Betinho e o ainda menino Robinho

"Entrei no Santos com saúde e quero sair com saúde. Durante todo esse período eu só tentei fazer as coisas certinhas. E aí você vê o que acontece? Só quero saber o motivo. De repente ele está tirando um futuro bom para o Santos. A única coisa que eu quero é que o conselho do clube me escute, senão vou colocar bastante coisa na imprensa e que eu não posso falar agora. Politicamente, muita gente não vai sobreviver lá dentro por muito tempo", avisou Betinho.

Santista de coração, o avaliador sofre de colesterol alto e aumento de pressão arterial, problemas de saúde que o afastaram do clube nas últimas semanas. Na conversa com o iG,   Betinho fez questão de demonstrar todo seu descontentamento com a diretoria alvinegra. 

"Meu salário é pequeno, moro em lugar simples, procuro ser honesto sempre. Não trabalho por dinheiro, eu trabalho para dar oportunidades aos pobres, a conseguirem o sonho de entrar no futebol. O que o Santos me deu não é nem 1% do que eu ajudei o clube. Tem estrutura milionária que não consegue descobrir os jogadores que eu descobri", comentou Betinho.

Neymar e Robinho, suas maiores descobertas no futebol, ainda mantêm contato com Betinho. "No livro oficial do Neymar, ele me homenageia em uma página. No site do Robinho tem um monte de foto minha", completou o olheiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.