Tamanho do texto

Com contrato até o fim do ano com o clube, treinador afirma não se achar indispensável na avaliação de possíveis contratações

Tite, técnico do Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Tite, técnico do Corinthians

Tite ainda não sabe se continuará no Corinthians na próxima temporada. Mesmo assim, o treinador descarta um atraso do clube na busca por reforços em função da indefinição sobre a comissão técnica, já que não se acha indispensável na avaliação de contratações.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Não acredito que o clube fique à mercê do técnico para planejar o trabalho. É por isso que existem os cargos de gerente (Edu Gaspar), de diretor de futebol (Roberto de Andrade)... Não pode ficar na mão do técnico para querer este e não aquele. É um conjunto", afirmou.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Com contrato apenas até dezembro, Tite deixou claro que não aceitará comandar outra equipe nacional a partir de janeiro, mesmo se deixar o clube. Com isso, o técnico revelou que, apesar de não se sentir imprescindível nas avaliações, vem colaborando com a diretoria para 2014.

"Isso já está ajustado. Conversamos constantemente sobre o planejamento, independentemente de permanência, porque não vai mudar se eu ficar ou não", acrescentou. Além da análise dos reforços, o clube também avalia possíveis saídas de jogadores, depois da fraca campanha da equipe neste Campeonato Brasileiro. Caso permaneça, o treinador tentará corrigir as falhas apresentadas nestes últimos meses do ano.

"Fomos campeões no primeiro semestre e estávamos com todo o grupo na mão, poucos atletas tinham saído. O Paulinho tinha permanecido. Depois, até ajustar, tivemos uma série de leões, que atrapalhou. Cometemos erros, o que é normal. Por algumas infelicidades juntas, em um campeonato difícil, acabou acontecendo assim (queda de rendimento)", lamentou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.