Tamanho do texto

Dirigentes de entidades e clubes se reuniram com representantes do Bom Senso FC no Rio de Janeiro

Não será no ano que vem que as mudanças pedidas no futebol brasileiro serão atendidas. Após reunião realizada nesta segunda-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, a tentativa de encurtar o calendário de competições ficou prometida para 2015. A argumentação de dirigentes após o encontro é que em 2014, por conta da paralisação de 45 dias nas competições nacionais para a realização da Copa do Mundo, será impossível reformular o calendário. 

Comente esta notícia com outros torcedores

José Maria Marin, presidente da CBF, recebeu seis representantes do Bom Senso FC, grupo de jogadores que entregaram um dossiê à entidade com cinco reivindicações para melhorar o futebol do país: Paulo André (Corinthians), Alessandro (Corinthians), Fernando Prass (Palmeiras), Alex (Coritiba) e Juan (Internacional), além de dirigentes de clubes, de entidades de classe do esporte e da TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro.

Veja imagens de alguns jogadores que fazem parte do Bom Senso FC:

"Vamos ficar 45 dias parados por causa da Copa. Pode ser que haja alguma mudança, mas isso depende de cada federação estadual. Em 2015 já está certo. Vamos ter 30 dias de férias para os jogadores, mais 30 dias de pré-temporada. Não haverá jogo em janeiro", avisou Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG, ao deixar a sede da CBF.

Alex confirma reunião com CBF e Globo e comenta gasto público para a Copa

Após a reunião, a CBF emitiu um comunicado em seu site. Classificou o encontro como "proveitoso", confirmou a reformulação para 2015 e disse que será estabelecido um limite de jogos por ano para os clubes, sem especificar a quantidade ideal ou quando isso seria posto em prática.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.