Tamanho do texto

Atacante do Corinthians cobrou mal a última penalidade, o goleiro Dida defendeu e classificou o Grêmio às semifinais da Copa do Brasil

Walter, goleiro do Corinthians
VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta Press
Walter, goleiro do Corinthians

O goleiro Walter fez na eliminação do Corinthians da Copa do Brasil sua primeira partida como titular no time. Escalado por causa da contusão de Cássio, ele fez boas defesas durante o empate por 0 a 0 com o Grêmio e se mostrou abatido com a derrota por 3 a 2 nos pênaltis.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa do Brasil

"Tem um grande goleiro do outro lado também", disse Walter, que estranhou a cavadinha mal executada por Pato. "Quando a gente treina, é um pouco mais forte, mas ele tem qualidade para fazer várias batidas. O Dida foi tranquilo e conseguiu fazer a defesa."

O melhor momento de Walter ao longo dos 90 minutos foi uma defesa em um cabeceio de Kleber. Na disputa por pênaltis, ele ainda pegou a cobrança de Barcos e viu a batida de Alex Telles explodir no poste esquerdo. A bola tocou nas costas do goleiro, que evitou o gol com o calcanhar.

Com defesa de Dida em cobrança de Pato, Grêmio elimina Corinthians nos pênaltis

"Sem palavras para falar. Tentei fazer o meu melhor, foi o que consegui. Peguei um, outro foi na trave. Infelizmente, aconteceu. Estou triste para caramba", afirmou o jogador de 25 anos.

Pato diz que treinou a cavadinha

Alexandre Pato disse que tentar uma cavadinha não foi uma ideia que surgiu no momento em se viu frente a frente com Dida. O atacante do Corinthians executou mal a última cobrança da disputa de pênaltis com o Grêmio, que venceu por 3 a 2 após empate sem gols nas quartas de final da Copa do Brasil.

"Eu treinei assim, queria bater assim. Infelizmente, ele ficou no meio e pegou", afirmou o camisa 7, na saída do gramado da Arena do Grêmio. A bola batida por Pato mal saiu do chão e foi facilmente defendida por Dida, poucos centímetros à direita do centro do gol.

O atacante ainda não havia cobrado nenhum de seus pênaltis pelo Corinthians dessa maneira. Na outra disputa em tiros da marca penal que teve, contra o São Paulo, no Campeonato Paulista, bateu no canto direito alto de Rogério Ceni, que se adiantou e defendeu. O chute foi repetido, e a bola entrou à meia altura, no canto direito.

Veja imagens dos jogos desta quarta pela Copa do Brasil :



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.