Tamanho do texto

Atacante foi autor do gol na partida que marcou o descenso da equipe no ano passado e agora quer "presentão" do ano, contra o São Caetano

Vinícius, atacante do Palmeiras
Gazeta Press
Vinícius, atacante do Palmeiras

Vinícius foi o autor do gol do Palmeiras no empate com o Flamengo por 1 a 1, no dia 18 de novembro de 2012, em Volta Redonda. O fato de ter balançado as redes "em nada ajudou" a equipe e a partida selou o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro . Agora, perto de conquistar o acesso, o atacante sonha fazer o gol da vitória diante do São Caetano, sábado, no Pacaembu.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Eu falei sobre esse gol (contra o Flamengo) nesta semana. Seria o maior presente do ano para mim fazer o gol do acesso. Mas independente de quem fizer, quero sair vitorioso e com o acesso na mão", disse o jovem durante entrevista coletiva.

Confira a tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

Assim como o companheiro Wesley, Vinícius disse que vai comemorar o possível título da Série B. Se para a diretoria a conquista é tida como obrigação, para o elenco ele é o reconhecimento de árduo trabalho durante a temporada.

"Claro que vou comemorar. O que eu passei não é brincadeira não. Para nós foi complicado. Não vou só comemorar pelo título, mas também por ter sido um ano importante para mim. Jogar a Série B não é fácil, por temos muitas viagens e adversários difíceis", garantiu.

Nesta temporada, Vinicius se firmou na equipe e contabiliza 44 jogos . Promovido ao profissional com apenas 16 anos, o atacante foi pouco aproveitado pelos treinadores, incluindo Luiz Felipe Scolari, e hoje é opção imediata dos titulares Alan Kardec e Leandro. A paciência foi a principal virtude para que as chances pudessem ser dadas.

Confira fotos da campanha do Palmeiras na Série B :

"Nada na vida é fácil. Às vezes, as coisas fáceis não são gostosas como as difíceis. Tive muita paciência e hoje estou colhendo as minhas recompensas. Sábado posso trazer, junto com os meus companheiros, o Palmeiras à elite. Era o meu sonho continuar no clube e conquistar o acesso", completou.

Atacante também pede a permanência de Kleina

Vinícius engrossou a campanha feita pelo zagueiro Henrique na última quarta-feira e pediu a permanência de Gilson Kleina. Com contrato até o fim do ano, o treinador tem situação indefinida e sequer foi procurado pelo presidente Paulo Nobre para iniciar a renovação. Para o atacante, Kleina foi o maior responsável por unir o grupo do Palmeiras.

"Eu concordo com o Henrique (sobre a permanência do Kleina) e acho que todo elenco. O trabalho dele é muito bom. Ele conseguiu fazer com que o nosso grupo se mantivesse unido. Eu ouvi de outros jogadores mais experientes, que estão ha 15 anos no futebol, que nunca viram um grupo assim, onde todos brincam. E o Gilson conseguiu isso. Ele abraçou todo mundo e é um cara super do bem", disse.

Vinicius tem 91 partidas e oito gols com a camisa do Palmeiras. Cinco dos tentos assinalados foram na Série B do Campeonato Brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.