Tamanho do texto

Rogério Ceni cumpre suspensão e não enfrenta o Cruzeiro nesta noite pelo Brasileirão 2013

Denis, goleiro reserva, treina no São Paulo e assume lugar de Ceni para encarar o Cruzeiro
Site Oficial / saopaulofc.net
Denis, goleiro reserva, treina no São Paulo e assume lugar de Ceni para encarar o Cruzeiro

Prestes a assumir a camisa 1 do São Paulo - desde que Rogério Ceni se aposente mesmo ao fim do ano -, Denis volta a ter nesta quarta-feira o raro gostinho de substituir o dono da posição antes que ele pare. Diante do Cruzeiro , em Belo Horizonte, o reserva imediato começará em campo devido à suspensão do titular.

Como Denis vai se sair diante do Cruzeiro? Comente com outros leitores

A pressão de substituir o maior ídolo da geração são-paulina atual não é fácil. Ceni não usa a braçadeira de capitão à toa, mas porque liderou elencos em alguns dos principais títulos do clube. A tarefa por si só já seria difícil, mas tem um agravante: a equipe está apenas um ponto acima da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, Denis não se acovarda.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

"Tenho tempo de casa, tenho 80 jogos. Já pude demonstrar um pouco do meu trabalho. Com acertos e erros também, porque todo ser humano erra, como o Rogério erra, o Marcos (do Palmeiras) errava. Não só goleiro, como todos jogadores erram. Venho me preparando muito", diz o goleiro, sem se preocupar com os boatos de que o clube procura outro jogador para 2014.

Leia mais: Entre o céu e o inferno, São Paulo inicia pior sequência possível no Brasileirão

"O Rogério já está há 23 anos no clube, há 15 quase como titular. Então é normal ter especulação de goleiros experientes, mas todo goleiro experiente teve que um dia começar a jogar. Não sou mais menininho, tenho 26 anos. Acho que essa é minha hora. Não me espantam essas especulações. Procuro trabalhar a cada dia para me ocupar de outra forma e não me preocupar com essas coisas", avisa.

A última atuação de Denis pelo São Paulo foi em 1º de agosto, na derrota para o Milan (pela Copa Audi, em Munique). Desde então, ele vem apenas treinando com os demais candidatos a substituto de Ceni, dentre eles o recém-contratado Renan Ribeiro. Sem saber quem será o titular na próxima temporada - e respeitando eventuais surpresas -, ele se atém ao presente.

E ainda: Rogério Ceni não viaja com o São Paulo, mas deve ir a BH para fazer 'preleção'

"Já vai fazer quase cinco anos que estou me preparando para fazer meu melhor, quando as oportunidades aparecerem, fazer o que o Rogério vem fazendo. É lógico que a expectativa é muito grande, mas não consigo pensar em janeiro se tenho que enfrentar o líder do Brasileiro", salienta.

A preocupação com a partida desta quarta-feira faz sentido. Até porque, em caso de derrota, o São Paulo pode voltar à zona de rebaixamento. E Denis não quer nem pensar na hipótese de disputar a segunda divisão em seu provável primeiro ano como titular.

"Já joguei Série B, pela Ponte Preta, em 2007, e sei o quanto é difícil também. Mas, aqui no São Paulo, em momento algum, nem eu nem qualquer outro atleta pensamos em jogá-la no ano que vem", conclui o camisa 12, cujo contrato com o clube se encerra em 31 de agosto de 2016.

Veja fotos da campanha do São Paulo no Brasileirão:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.