Tamanho do texto

Cria da base do Bahia, o volante Antônio Felipe Gonzaga de Aquino, o Feijão, está no clube desde 2009, onde já protagonizou feitos notáveis

Um dos destaques do Bahia no Campeonato Brasileiro, o jovem volante Feijão, de 19 anos, sempre deixou claro o seu amor ao Tricolor de Aço, clube que torce desde criança. Porém, às vésperas do clássico contra o Vitória, que será realizado nesta quarta-feira, às 21h50, na Arena Fonte Nova, o atleta tratou de apimentar ainda mais o duelo com uma declaração polêmica durante entrevista coletiva no CT do Fazendão.

Bahia é o 14º colocado. Veja a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

Nela, o jogador expôs toda sua antipatia com o rival rubro-negro: "É um time que, desde pequeno, aprendi a odiar, a ter raiva. Quando vejo o Vitória, me dá nojo. Quando vejo o Vitória vencer, dá uma raiva do c...", enfatizou.

Feijão, volante do Bahia
Site oficial
Feijão, volante do Bahia

No prosseguimento da entrevista, Feijão contou as orientações vindas do técnico Cristóvão Borges, que tenta acalmar a sua tamanha empolgação em enfrentar o Leão: "O professor fala, principalmente, para eu me controlar. Disse que tenho que manter a calma e chegar menos duro nos lances", expressou.

Cria da base do Bahia, Antônio Felipe Gonzaga de Aquino, o Feijão, está no clube desde 2009, onde já protagonizou feitos notáveis. O maior deles: ter marcado o milésimo gol do clube no Campeonato Brasileiro, no dia 19 de Setembro. Na ocasião, o time venceu o Internacional pelo placar de 2 a 0 na Arena Fonte Nova. O jogador inaugurou o marcador aos cinco minutos da etapa final e o centroavante Fernandão marcou o segundo aos 43.

Neste ano, o retrospecto do clássico Ba-Vi é amplamente favorável ao Vitória. Foram cinco jogos, com três vitórias do Rubro-negro e dois empates. Entre os triunfos do Leão, estão duas goleadas históricas: 5 a 1 e 7 a 3, ambas pelo Campeonato Baiano.