Tamanho do texto

Lateral-direito completou 450 jogos pelo clube e se tornou o 11º jogador que mais atuou na história do clube

Léo Moura recebeu uma camisa de 450 jogos
Divulgação
Léo Moura recebeu uma camisa de 450 jogos

Antes de começar o clássico no estádio Mané Garrincha, em Brasília, a diretoria do Flamengo decidiu fazer uma homenagem ao lateral-direito Leonardo Moura, ídolo da torcida. Com a partida diante do Vasco, o lateral chegou aos 450 jogos, se tornando o 11º jogador que mais atuou com a camisa do clube. 

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Capitão, Léo Moura seguiu a tradição de outros jogos e puxou a fila do time para o gramado, mas o protogolo logo foi quebrado. O presidente Eduardo Bandeira de Melo e o vice Wallim Vasconcelos chamaram o jogador para receber a homenagem e ser cumprimentado pelos companheiros de clube.

Entusiasmado com a camisa exclusivamente personalizada, o lateral, antes do apito inicial, já sabia o que faltava para a felicidade estar completa na tarde deste domingo em Brasília. "Para completar só falta a vitória. Pedi isso aos meus companheiros. É um dia muito especial e fico feliz de ter conquistado tantas coisas com a camisa do Flamengo", disse. 

Dentro de campo, no entanto, o jogo não foi como Leonardo Moura havia planejado. Melhor no primeiro tempo, o Flamengo abriu o marcador com Hernane e teve o domínio da partida para ampliar a vantagem e sair com os três pontos. Na volta do intervalo, porém, o Vasco melhorou bastante, empatou e teve chances de virar.

Na saída de campo, Léo Moura não deixou de analisar o desempenho do Flamengo. "Ainda no segundo tempo, a gente teve oportunidade de matar o jogo, mas descuidamos um pouco no momento do gol do Vasco. No geral, a equipe foi bom. Agora é manter esse ritmo e dar continuidade no Campeonato Brasileiro", afirmou. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.