Tamanho do texto

O Figueirense permanece na décima colocação, longe dos líderes da Série B, com apenas 39 pontos. O Atlético-GO, por sua vez, segue ameaçado de rebaixamento, com 27 pontos

Ameaçado de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro , o Atlético-GO visitou o Figueirense na tarde deste sábado, mas não conseguiu sair com um resultado positivo. No Estádio Orlando Scarpelli, o Dragão chegou a surpreender e saiu na frente do marcador, mas, para não decepcionar sua torcida, que chegou a ensaiar vaias no intervalo, o time catarinense pressionou os visitantes até conseguir o empate, dando números finais ao confronto: 1 a 1.

Confira a classificação da Série B e os próximos jogos

Mesmo com o embalo da torcida catarinense, o Figueirense viu o Atlético-GO inaugurar o marcador, ainda no primeiro tempo, com Anselmo. Desta forma, o time da casa pressionou os visitantes por toda etapa complementar e foi recompensado apenas aos 35 minutos, quando Éverton Santos empatou e deu números finais ao jogo.

Com o empate, o Figueirense permanece na décima colocação, longe dos líderes da Série B, com apenas 39 pontos. O Atlético-GO, por sua vez, segue ameaçado de rebaixamento, com 27 pontos, na 16ª posição. Em caso de vitória do São Caetano na noite deste sábado, o Dragão volta a figurar na zona da degola.

Figueirense e Atlético-GO ficaram no empate
Antônio Carlos Mafalda/Mafalda Press/Gazeta Press
Figueirense e Atlético-GO ficaram no empate

Depois de tropeçar em casa, o Figueirense tem um compromisso complicado na próxima rodada. Nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), o time catarinense enfrenta o Palmeiras, no Estádio do Café, em Londrina. No mesmo dia e horário, o Atlético-GO volta a jogar no Serra Dourada e recebe o ASA de Arapiraca.

O jogo - Após três vitórias consecutivas, o Figueirense contava com o apoio de seu torcedor no Orlando Scarpelli para emplacar mais um triunfo e encostar no G-4 da Série B. Desta forma, o time catarinense pressionou o Atlético-GO desde os minutos iniciais, mas tinha dificuldade para furar o bloqueio visitante.

Apesar da disposição de chegar ao ataque, o time da casa não tinha velocidade para surpreender o adversário, que, em lances pontuais de contra-ataques, conseguia oferecer perigo ao goleiro Tiago Volpi. Se a atuação do Figueirense não agradava no início, a situação ficou ainda pior após os 34 minutos do primeiro tempo.

Fechado no campo de defesa, o Atlético-GO mostrava sabedoria ao contra-atacar, explorando o lado esquerdo de seu sistema ofensivo. E foi em um lance pela lateral que Guilherme Santos deu lindo passe em profundidade para Anselmo. O atacante mostrou categoria para tirar do goleiro e colocar a equipe rubro-negra à frente do marcador.

Sem organização, o Figueirense ainda tentou pressionar no fim da etapa inicial, mas o nervosismo evidente a cada jogada de ataque atrapalhava o time catarinense. Com o apito final dos primeiros 45 minutos, a reação da torcida da casa não poderia ser outra: vaias para o time rubro-negro no Estádio Orlando Scarpelli.

Já no vestiário, Vinícius Európio fez duas alterações, tentou deixar o Figueirense mais organizado e, ao mesmo tempo, também mais ofensivo. No embalo do torcedor, que acreditava na virada, o time catarinense aumentou a pressão sobre os visitantes, mas o Atlético-GO se segurava bem para levar os três pontos na bagagem.

Entre os jogadores que foram colocados por Eutrópio, Rodrigo Souto deu trabalho para o goleiro Márcio logo aos oito minutos do segundo tempo. O Figueirense, apesar de não ter sucesso até o momento, permaneceu pressionando, e foi recompensado apenas aos 35 da etapa complementar.

O Figueirense desceu pelo lado esquerdo, e, com a dificuldade de chegar na troca de passes, mandou a bola para a área. Arthur saiu nas costas da zaga, cabeceou em direção ao gol e Éverton Santos apareceu para completar e dar números finais ao jogo. Era o empate do time catarinense no Estádio Orlando Scarpelli.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 1 ATLÉTICO-GO

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 5 de outubro de 2013, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Antônio F de Carvalho Schneider
Assistentes: Marcos Rogério da Silva e Pedro Martinelli Christino
Cartões Amarelos: Rodrigo (FIGUEIRENSE) e Lennon (Atlético-GO)
Gol: ATLÉTICO-GO: Anselmo, aos 34 minutos do primeiro tempo
FIGUEIRENSE: Éverton Santos, aos 35 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; André Rocha, Douglas Marques, Nirley e Henrique Miranda (Lucas Sotero); Nem (Rodrigo Souto), Paulo Roberto e Rodrigo; Éverton Santos, Pablo e Jonatan Ponciano (Arthur)
Técnico: Vinícius Eutrópio

ATLÉTICO-GO: Márcio; Lennon, Artur, Anderson Conceição (Paulo Henrique) e Guilherme Santos; Ernandes (Pituca), Dodó, Régis e João Paulo (Bida); Juninho e Anselmo
Técnico: PC Gusmão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.