Tamanho do texto

Embora tenha dito que chegou ao Barcelona para ajudar o argentino, atacante brasileiro ganha cada vez mais brilho próprio e admiração do treinador da equipe

Quando foi apresentado para cerca de 50 mil pessoas no estádio Camp Nou, em julho, Neymar disse que chegava ao Barcelona para ajudar Messi a se manter como o melhor jogador do mundo. Três meses depois, já se vê com a responsabilidade de substituir o argentino em algumas partidas do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões da Europa. Assim aconteceu, por exemplo, no duelo contra o Celtic, na última terça-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos da competição continental, quando o brasileiro foi eleito o melhor jogador da partida . Para o treinador Gerardo Martino, no entanto, o craque brasileiro não pode ter o peso de compensar a presença do camisa 10 na equipe catalã.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Espanhol

"Apesar de sua juventude, Neymar já está acostumado a lidar com pesos naturais que têm um jogador com características excepcionais. Cada atleta tem que se comportar de acordo com as suas capacidades, e Neymar não tem que assumir o peso de ser o substituo de Messi. Todo mundo tem que ser o mais autêntico possível dentro de campo. Pensar que você pode disfarçar um jogador por outro não me interessa", avaliou o comandante.

Na última terça-feira, Neymar teve a primeira experiência de jogar pelo Barcelona sem o time espanhol ter Messi à disposição. O camisa 11 chamou a responsabilidade, criou as melhores jogadas da equipe e, além de cavar a expulsão do capitão adversário, iniciou a jogada do gol que deu à vitória aos catalães por 1 a 0 sobre o Celtic, em confronto válido pela 2ª rodada da Champions League .

Para espanhóis, Neymar brilha, enquanto o galês Bale "não dá sinais de vida"

Neste sábado, às 17 horas (de Brasília), Neymar novamente será o principal aleta do setor ofensivo azul-grená, na partida contra o Valladolid, no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol. Como atuou aberto pela esquerda no primeiro tempo, e com mais liberdade para cair pelo meio na segunda etapa da partida contra os escoceses, segue a dúvida de qual posição o brasileiro ocupará no duelo deste fim de semana.

"Ele (Neymar) tem possibilidade de jogar como um centroavante. Veremos se será neste sábado ou em outro jogo. Sabemos da lesão de Leo e, entre Neymar, Cesc e Alexis, buscaremos a melhor situação em cada partida", analisou. No confronto diante do Celtic, o espanhol Fabregas foi o responsável por ocupar, na maior parte do tempo, a faixa central do ataque do Barça, local comumente ‘dominado’ por Messi.

Após derrota para o Barcelona, técnico rival faz duras críticas a Neymar

Sobre o camisa 10, aliás, Martino afirmou que o Barcelona segue lutando para que ele não vá para a Argentina, na próxima semana, para a disputa das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Isto porque, como está com lesão na coxa e deve ficar duas semanas longe dos gramados, o Barça preferiria que Messi permanecesse na Catalunha se recuperando.

"Creio que Messi não vá, mas depende da Argentina. Ele e Mascherano estão lesionados. Nenhum deles têm alta médica, mas a decisão é dos médicos e da comissão técnica da seleção argentina", explicou, antes de atualizar a situação física do melhor jogador do mundo. "Messi está se recuperando. Leva alguns dias e eu acho que esse intervalo das datas Fifa veio em boa hora para terminar sua recuperação. Vamos ver se ele poderá retornar ao grupo quando a Liga recomeçar novamente", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.