Tamanho do texto

Jogo adiado por conta da Libertadores de 2013 será disputado nesta quinta em BH

Pierre em treino do Atlético-MG
Bruno Cantini/Divulgação
Pierre em treino do Atlético-MG

O Atlético-MG enfrenta a Ponte Preta nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Independência, e uma vitória pode deixar o time alvinegro mais próximo do Atlético-PR, quarto colocado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Um dos símbolos da garra e da vontade no clube mineiro, o volante Pierre considera que estes ingredientes serão fundamentais para vencer a equipe paulista.

Deixe seu comentário para esta notícia

"Nosso objetivo é somar o maior numero de pontos, principalmente jogando em casa. Tínhamos consciência dessa sequência como mandante. Tivemos um duelo difícil com Santos, conseguimos os três pontos. Agora, temos mais um jogo de muita dificuldade diante da Ponte Preta. É continuar com esse mesmo empenho e essa confiança que demonstramos nas últimas partidas para ver se conseguimos continuar somando pontos na competição", afirmou.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Pierre afirma que se o Atlético-MG não tivesse vacilado no início da competição, poderia estar brigando pelo título do torneio nacional. "Sabemos que começamos em um nível muito abaixo, que oscilou bastante. Entretanto, viemos de uma conquista grande, jogos com a adrenalina lá em cima. Depois de uma grande conquista, veio relaxamento, os maus resultados. Voltamos para a competição, mas a diferença está grande", completou.

Questionado sobre o excesso de lesões no elenco do Atlético-MG, Pierre afirma que são fatalidades, e torce pela recuperação dos atletas até o Mundial de Clubes. "Ninguém quer ficar de fora de um Mundial. Todo mundo sonha e almeja, um dia, disputar essa competição e poder colocar um titulo desse no currículo, de campeão mundial. Então, a gente torce para que eles possam se recuperar o mais rápido possível", encerrou.