Tamanho do texto

Goleada por 4 a 0 sobre a Portuguesa no Mineirão faz equipe chegar a 56 pontos e ficar mais perto do título brasileiro

Borges sai para comemorar gol do Cruzeiro
João Godinho/O Tempo/ Futura Press
Borges sai para comemorar gol do Cruzeiro

O Cruzeiro tem caminhado a passos largos para ser o campeão brasileiro. Nesta quarta-feira, aplicou uma goleada de 4 a 0 em cima da Portuguesa. O goleiro Fábio afirma que a receita de sucesso do time é respeitar os adversário, e que é dessa forma que a equipe vai ficar com o título.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"O respeito com que estamos entrando em campo mostra porque a gente quer tanto o título. A gente corre, marca em cima, e isso é respeito. Isso faz que cada vez a equipe busque as vitórias, e Deus tem abençoado para que a gente conquiste este título. O grupo todo está de parabéns pelo jogo de hoje", disse o capitão Fábio.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Autor de dois gols, o atacante Borges sabe que o título está perto, mas pede pés no chão, usando o discurso que ainda não tem nada ganho. Porém, deixa escapar que a ansiedade é grande para poder comemorar o terceiro Brasileirão da carreira.

"Claro que a ansiedade existe, mas tem muita coisa para acontecer e temos que continuar neste ritmo, sabendo que não conquistamos nada ainda, mas estamos no caminho certo. Vamos continuar respeitando os adversários, com os pés no chão. Temos um jogo difícil no domingo, o Náutico vem de duas vitórias e está brigando para sair e vamos respeitar", declarou.

Sem acomodação

Satisfeito com a goleada, o técnico Marcelo Oliveira, no entanto, destacou que a equipe não pode desviar o foco mesmo com a liderança tranquila: "Estamos felizes com a vitória, mais um passo à frente. Houve uma conversa na oração final que não pode ter acomodação. Temos consciência de que estamos fortes, que podemos buscar mais vitórias, este título, mas nunca acomodação, zona de conforto. Temos um grupo muito maduro para que isso não aconteça. Sempre atento para não deixar cair o padrão, o nível de trabalho e de competição", declarou.


*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.