Tamanho do texto

Foram discutidos o período de férias dos jogadores, tempo adequado de pré-temporada, Fair Play financeiro e participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol

Porta-voz do Bom Senso FC, Rogério Ceni falou que não haverá boicote ou greve
Futura Press
Porta-voz do Bom Senso FC, Rogério Ceni falou que não haverá boicote ou greve

Ocorreu nesta segunda-feira, em São Paulo, a primeira reunião do Bom Senso FC, movimento organizado pelos jogadores do futebol brasileiro em busca de mudanças no calendário. Dentre os pontos discutidos estava o período de férias dos jogadores, tempo adequado de pré-temporada, Fair Play financeiro e participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol.

LEIA: 75 jogadores se unem e pedem reunião com CBF para rever calendário

No final da reunião, um documento foi assinado pelos atletas presentes e encaminhado para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), solicitando uma reunião para debater os temas discutidos entre os atletas.

"Não é briga, não é boicote, não é greve. É necessário que a gente converse com as pessoas que decidem o futebol do Brasil e que o atleta seja parte ouvida", declarou Rogério Ceni, eleito porta-voz do encontro.

MAIS: CBF pede "boa vontade" a grupo de 75 jogadores contra o calendário, diz jornal

Assinaram o documento da reunião desta segunda-feira os seguintes jogadores: Barcos (Grêmio), Dida (Grêmio), Alex (Coritiba), Gilberto Silva (Atlético-MG), Lincoln (Coritiba), Fabrício (São Paulo), Rafael Moura (Internacional), Gabriel (Internacional), Juan (Internacional), D'Alessandro (Internacional), Alex (Internacional), Deivid (Coritiba), Jadson (São Paulo), Edu (sem clube), Bruno (Palmeiras), Corrêa (Portuguesa), Edu Dracena (Santos), Rogério Ceni (São Paulo), Paulo César (sem clube) e Paulo André (Corinthians).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.