Tamanho do texto

Ainda com atenções na Libertadores, reservas ficaram cinco jogos sem vencer no ano passado. Neste ano, sem outras prioridades, time de Tite faz um pontos em 15 possíveis

Romarinho em lance da derrota para a Ponte Preta
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Romarinho em lance da derrota para a Ponte Preta

O Corinthians engatou cinco jogos sem vencer neste Campeonato Brasileiro . Somou apenas um ponto em 15 possíveis e igualou uma sequência que a equipe teve pela última vez nas cinco primeiras rodadas do nacional de 2012. Naquela ocasião, contudo, havia uma explicação óbvia. O Corinthians dividia atenções com a Libertadores e escalou um time reserva nos primeiros jogos. Desta vez, com apenas jogos do Brasileirão, a equipe patina. 

Leia também:  Tite se recusa a falar sobre rebaixamento e promete persistência

Contra Internacional, Náutico, Botafogo, Goiás e Ponte Preta, o Corinthians fez apenas um gol. Com o segundo pior ataque do Brasileirão (20, melhor apenas que o Náutico) e sendo um dos times que menos finaliza, a equipe de Tite vê as chances de se classificar para a Libertadores de 2014 via Campeonato Brasileiro diminuirem.

E mais: Ponte Preta marca dois gols no fim e amplia crise do Corinthians

Em 2012, a sequência sem vitórias do time foi contra Fluminense, Atlético-MG, Figueirense, Grêmio e Ponte Preta. A primeira vitória no Brasileirão veio apenas na sexta rodada, contra o Palmeiras, ainda com um time reserva, já que a partida foi realizada três dias antes da primeira final da Libertadores contra o Boca Juniors. 

A última vez que o Corinthians ficou cinco jogos seguidos sem vencer, não importando a competição, foi entre 6 e 24 de fevereiro deste ano, quando o time de Tite empatou cinco jogos seguidos (quatro pelo Paulistão e um na Libertadores) contra Botafogo de Ribeirão Preto, São Caetano, Palmeiras, San José de Oruro e Bragantino. 

No domingo, o Corinthians recebe o Cruzeiro, líder com folgas do Campeonato Brasileiro. Se não vencer e chegar a seis jogos sem somar os três pontos vai ficar a um jogo de repetir a sequência que antecedeu a chegada de Tite em outubro de 2010. Daquela vez, foram cinco jogos sem vitória com Adilson Batista (Internacional, Botafogo, Ceará, Atlético-MG e Atlético-GO) e mais duas com Fabio Carille, interino contra o Vasco e o Guarani. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.