Tamanho do texto

Em carta após repercussão negativa de visita de ex-presidente à Arena Corinthians

Andrés Sanchez, André Luiz de Oliveira e Alberto Dualib em visita às obras do estádio do Corinthians
Arquivo pessoal/Facebook
Andrés Sanchez, André Luiz de Oliveira e Alberto Dualib em visita às obras do estádio do Corinthians

O ex-presidente do Corinthians , Alberto Dualib, foi convidado por Andrés Sanchez, seu sucessor, a conhecer as futuras instalações do estádio do clube em Itaquera no último final de semana. Expulso do clube em 2008 após ter sido acusado de desvios de verbas na sua gestão de 14 anos, Dualib se afastou do dia-a-dia do clube, mas continua respeitado. 

Deixe seu comentário para esta notícia

André Luiz de Oliveira, diretor administrativo do Corinthians na gestão de Sanchez, tornou pública a visita de Dualib em sua página pessoal no Facebook e nesta segunda-feira, após a repercussão negativa  pela presença do responsável direto pelo rebaixamento do clube no Brasileirão de 2007 no "Itaquerão", publicou carta em que pede perdão aos erros que Dualib no passado. Para tanto, comparou o ex-presidente, hoje com 94 anos, aos ditadores Adolf Hitler e Benito Mussolini. 

"Alguém consegue nos relatar a história da Itália sem citar os anos sob o comando de Benito Mussolini? Ou constatar a evolução da Alemanha sem passar pelo período de tirano de Adolf Hitler? Façam esta reflexão e imaginem uma maneira de contar a história do Corinthians sem falarmos de Alberto Dualib", sugere Oliveira, que faz campanha para ser candidato à presidência do Corinthians no final de 2014. 

"A visita do Sr. Alberto Dualib é mais uma atitude de grandeza e respeito a pessoas que pagam por seus erros, mas fazem parte de capítulos importantes e vitoriosos do clube. Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza", completa.

O atual presidente do Corinthians, Mário Gobbi, não se pronunciou sobre a visita de Dualib à Arena Corinthians. Andrés Sanchez, designado por Gobbi para comandar as negociações que envolvem as obras do estádio, também não falou sobre o assunto. Apesar de ter defendido a expulsão de Dualib, Sanchez iniciou sua trajetória no departamento de futebol do Corinthians como diretor designado por Dualib em 2004. 

Leia a íntegra da carta:

"Como falar da Itália ignorando Mussolini?

Alguém consegue nos relatar a história da Itália sem citar os anos sob o comando de Benito Amilcare Andrea Mussolini? Ou constatar a evolução da Alemanha sem passar pelo período de tirano de Adolf Hitler?

Façam esta reflexão e imaginem uma maneira de contar a história do Corinthians sem falarmos de Alberto Dualib.

Ninguém aqui esta fazendo analogia ou querendo defender um posicionamento errôneo de perpetuação no poder ou aniquilar qualquer erro de gestão durante uma administração presidencial, mas sim enfatizar que a instituição Sport Club Corinthians Paulista cresce ano após ano por não ignorar pessoas que fazem parte de sua história. Magoados pelo final de sua gestão, todos nós ficamos, porém não esqueçamos que também comemoramos muitos títulos durante o seu inicio promissor.

Hoje, aos 94 anos e já com algumas limitações por conta da idade, o Sr. Alberto Dualib como um corintiano e ex-presidente do clube (isso não tem como apagar) pôde realizar o sonho de conhecer obras que idealizou, mas não conseguiu realizá-las em seu mandato. E nós, não estamos aqui para fazer julgamento sobre atitudes certas ou erradas, e sim para mais uma vez mostrar ao mundo que o Corinthians hoje é grande o bastante para permitir que um ex-presidente tenha o direito de visitar o clube.

Sempre nos orgulhamos da Democracia Corintiana e agora levantamos com orgulho a bandeira da Renovação e Transparência! Aos que subentenderam, a RENOVAÇÃO esta ai para todos vocês apreciarem: novo estatuto, troca de presidente a cada três anos, estádio, centro de treinamento, grandes atletas e muitos títulos...Já a TRANSPARÊNCIA fica mais evidente ainda com balancetes aberto ao público e votação aberta aos sócios.

A visita do Sr. Alberto Dualib é mais uma atitude de grandeza e respeito a pessoas que pagam por seus erros, mas fazem parte de capítulos importantes e vitoriosos do clube.

Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza.

AlôôÔ AlôôÔ Presidente!"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.