Tamanho do texto

Elias anotou os dois gols do time carica, que segue na cola do Cruzeiro na tabela do Campeonato Brasileiro

Com uma vitória por 2 a 1, na noite deste domingo, o Botafogo deu fim a uma marca impressionante do Santos na Vila Belmiro. Isto porque, a última derrota do Peixe em seu estádio havia acontecido no dia 30 de agosto do ano passado, quando o Bahia ganhou por 3 a 1, na última exibição do meia Paulo Henrique Ganso com a camisa praiana.

O triunfo como visitante manteve o time carioca na segunda posição do Campeonato Brasileiro, agora com 42 pontos. Enquanto isso, o Santos caiu para o nono lugar, com 28 pontos ganhos.

Veja como está a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, os santistas visitam o Grêmio, quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), na Arena Grêmio. Já o Glorioso enfrenta o líder Cruzeiro, também na quarta, mas às 21h50 (horário de Brasília), no Mineirão.

Elias marcou os dois gols do Botafogo na vitória sobre o Santos
Djalma Vassão/Gazeta Press
Elias marcou os dois gols do Botafogo na vitória sobre o Santos

O jogo
O primeiro lance de perigo do jogo foi do Botafogo. Aos cinco minutos, Elias arriscou de fora da área, o goleiro Aranha não segurou o chute e acabou cedendo o escanteio para os visitantes. A resposta do Santos veio aos sete, quando Renato Abreu encontrou Leandrinho livre na grande área e o jovem meia tocou de cabeça, exigindo grande defesa de Jéfferson.

No minuto seguinte, o Peixe esteve mais uma vez perto do gol. Após boa trama do ataque santista pela direita, Cicinho chutou cruzado, Thiago Ribeiro se esticou, mas a bola passou sem que o atacante conseguisse completar para o fundo das redes. Melhor em campo, o time praiano assustou novamente, aos 12. Com espaço para avançar ao campo de ataque, o volante Alison resolveu arriscar de longa distância, quase surpreendendo o goleiro da equipe carioca, com a bola passando sobre o gol de Jéfferson.

Porém, a melhor oportunidade de gol dos donos da casa, no começo da partida, surgiu aos 14. Cicinho roubou a bola do atacante botafoguense, Rafael Marques, no campo de defesa do Glorioso, e cruzou para Thiago Ribeiro. Só que o avante do Santos isolou, desperdiçando uma grande chance de gol para o seu time.

Botafogo derrotou o Santos na Vila Belmiro
Ricardo Saibun/ Gazeta Press
Botafogo derrotou o Santos na Vila Belmiro

Após essa jogada, o confronto continuou bastante disputado, com o Peixe tomando mais a iniciativa de buscar o gol. No entanto, se os donos da casa criaram as oportunidades mais claras de gol, o Botafogo aproveitou melhor as suas chances e abriu o placar, próximo do intervalo. Aos 39, Seedorf tocou para Julio César, que cruzou para Rafael Marques finalizar e exigir grande defesa de Aranha, mas Elias aproveitou o rebote e marcou o gol dos cariocas.

Na volta para o segundo tempo, o panorama do duelo continuou o mesmo, com os santistas buscando o empate. Só que os botafoguenses foram mais eficazes, outra vez, balançando as redes. Aos 11, Hyuri tabelou com Renato e cruzou para Elias tocar de cabeça, firme no canto esquerdo de Aranha, sem chances de defesa para o camisa 1 da equipe praiana: 2 a 0 para o Glorioso.

Com a desvantagem ainda maior no placar, aos 13, o técnico Claudinei Oliveira trocou o experiente meia Renato Abreu, promovendo a entrada do jovem atacante Neílton. A pressão dos donos da casa deu resultado aos 21, quando após bom lance de Cicinho pela direita, rolando a bola para o meio, Cícero acertou uma "bomba" de perna esquerda, superando Jefferson e dando um novo ânimo ao seu time no jogo.

Depois do gol, Claudinei resolveu promover mais duas alterações. A primeira, aos 25, sacando Alison, que estava pendurado com cartão amarelo, para a volta de Arouca. Já a segunda, no minuto seguinte, foi a entrada do atacante Everton Costa no lugar do meia Leandrinho. Na equipe carioca, também aos 26, Oswaldo de Oliveira trocou Hyuri por Octávio.

O Glorioso quase chegou ao terceiro gol, com o lateral-direito Edílson. Aos 29, o ala botafoguense cobrou falta, a bola desviou na barreira e explodiu no travessão de Aranha, antes de ir para fora.

Com a vantagem no marcador, os cariocas fizeram mais uma substituição, com Elias saindo para a entrada de Gegê, aos 37. Aos 45, o meia holandês Seedorf deixou o gramado, com o zagueiro André Bahia reforçando o sistema defensivo para os minutos finais da partida, garantindo mais uma vitória botafoguense na competição.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 15 de setembro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)
Público: 11.301 pagantes
Renda: R$ 178.707,00

Cartões amarelos: Mena, Alison e Cicinho (Santos); Seedorf, Dória, Hyuri e Gegê (Botafogo)

Gols:
SANTOS: Cícero, aos 21 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Elias, aos 39 minutos do primeiro tempo e aos 11 minutos do segundo tempo

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison (Arouca), Leandrinho (Everton Costa), Cícero e Renato Abreu (Neílton); Gabriel e Thiago Ribeiro
Técnico: Claudinei Oliveira

BOTAFOGO: Jéfferson, Edilson, Dória, Bolívar e Julio César; Marcelo Mattos, Renato, Seedorf (André Bahia) e Hyuri (Octávio); Rafael Marques e Elias (Gegê)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.