Tamanho do texto

Depois de duas vitórias, líder da Série B adota discurso cauteloso para não encarar acesso à primeira divisão como questão de tempo

Palmeiras vem de duas vitórias na Série B
Rafael Neddermeyer/Getty Images
Palmeiras vem de duas vitórias na Série B

As vitórias nas duas últimas duas rodadas retomaram uma rotina no Palmeiras nesta Série B : evitar a empolgação. Com o cuidado de não encarar o acesso como questão de tempo, o líder visita o América-MG às 16h20 (de Brasília) deste sábado, em Belo Horizonte, com o objetivo de ampliar a vantagem para a zona de acesso.

O time mineiro começou a 22ª rodada na quinta posição. Em caso de triunfo em Minas Gerais, o Palmeiras certamente aumentará a distância atual de 15 pontos, aproximando-se ainda mais do acesso. O que só será possível com seriedade, de acordo com a conversa de Gilson Kleina com o elenco na véspera do compromisso.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Se entrarmos em uma zona de conforto e simplesmente ligarmos o piloto automático, as coisas não vão acontecer. No futebol, você precisa sempre estar muito atento. Os outros clubes também têm metas e enfrentar o Palmeiras é um ingrediente a mais para eles", ressaltou o treinador.

Confira a classificação da Série B

Os tropeços de Chapecoense, Paraná e Sport, todos membros do G4, na última terça-feira também serviram de lição. "Temos a obrigação de fazer um jogo melhor que o outro. Já aconteceu na história do Palmeiras ter uma pontuação vantajosa e não atingir o objetivo. Se acharmos que as coisas vão acontecer de forma natural, poderemos ser surpreendidos. As últimas rodadas mostraram isso", lembrou Kleina.

Entre os escolhidos para mostrar em campo uma euforia contida, há três novidades em relação à equipe que venceu o ASA. A mais natural é Henrique, que voltou da seleção brasileira e retoma seu posto na zaga ao lado de Vilson, ocupando a vaga que era de Tiago Alves, que sofreu estiramento na coxa esquerda.

Na frente, mudanças táticas. Após defender a seleção chilena e ser reserva na terça-feira, Valdivia voltará a ser titular e deve compor uma dupla de meias com Mendieta. O paraguaio só é dúvida porque, como cumpriu suspensão nos dois últimos jogos, teve pouco tempo para treinar no 4-4-2 idealizado por Kleina. Serginho já está de sobreaviso caso o técnico prefira manter o 4-3-3, deixado de lado também pela ausência de Vinicius, que está com a seleção brasileira sub-20.

Entre os desfalques, além de Tiago Alves, também estão vetado por problemas físicos o volante Marcelo Oliveira, em recuperação de fisgada na coxa direita, o lateral esquerdo Fernandinho, com dores na coxa esquerda, o meia Bruno Dybal, com incômodo muscular, e o meia-atacante Ronny, que torceu o tornozelo direito. O lateral esquerdo Juninho se recuperou de pubalgia, mas ficará no banco, já que o volante destro Wendel continuará improvisado na lateral esquerda.

Gilson Kleina, técnico do Palmeiras
Fernando Dantas/Gazeta Press
Gilson Kleina, técnico do Palmeiras

A ideia é respeitar um rival direto pelo acesso para se aproximar da Série A. "Se o América-MG fizer o resultado em cima de nós, entra no G4. É um adversário com o objetivo muito forte. Por outro lado, um resultado nosso amplia a vantagem para o quinto colocado, é o que queremos. Mas precisamos ser uma equipe coesa e bem determinado em campo para conseguirmos a nossa meta", avisou Kleina.

O astral no América-MG mudou após duas vitórias consecutivas na Série B do Campeonato Brasileiro. O aproveitamento de 100% desde a chegada do técnico Silas e a boa fase do Coelho são apostas para o time entrar de vez na briga por um lugar no G4. O time mineiro, porém, terá um duro desafio neste sábado, enfrentando o Palmeiras, às 16h20, no Independência.

O duelo contra os paulistas é encarado como fundamental para as pretensões do América-MG. "Jogar contra o Palmeiras é sempre muito difícil, ainda mais que eles perderam para a gente (no turno). Temos que nos manter focados e trabalhar em busca de mais uma vitória", afirma o armador Elvis, que ficou com a vaga de Rodriguinho, negociado.

Com 33 pontos, nem mesmo uma vitória em cima do Palmeiras será suficiente para colocar o América-MG no G4, mas se triunfar, as primeiras colocações passam a ser algo mais concreto para o Coelho, que precisaria somar pontos na sequência da competição para sonhar com o acesso para elite do futebol brasileiro.

O técnico Silas pode contar com praticamente todo o elenco do América-MG à disposição. Se quiser, o comandante americano pode repetir a formação que venceu o Figueirense. A única ausência é o meia-atacante Nikão, mas o jogador já vem desfalcando o time mineiro nos últimos jogos.

FICHA TÉCNICA -  AMÉRICA-MG X PALMEIRAS
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 14 de setembro de 2013, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília) 
Árbitro: Cláudio Mercante Júnior (PE) 
Assistentes: Roberto José de Oliveira (PE) e Marcelino Castro de Nazaré (PE)

AMÉRICA-MG: Matheus; Leandro Silva, Jaílton, Vitor Hugo e Danilo; Andrei Girotto, Claudinei, Leandro Ferreira e Bady; Willians e Alessandro
Técnico: Silas

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Wendel; Márcio Araújo, Wesley, Mendieta (Serginho) e Valdivia; Leandro e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.