Tamanho do texto

Para o técnico, mesmo que o seu time não supere os cariocas, uma sequência de vitórias pode ajudar o Santos a se manter entre os primeiros colocados do Brasileirão

Após vencer Goiás e Internacional-RS, o Santos foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 , na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O técnico do Peixe, Claudinei Oliveira, lamentou o resultado negativo contra os rubro-negros, mas evitou colocar uma pressão extra sobre os seus comandados por uma vitória na próxima partida, contra o Botafogo, domingo, na Vila Belmiro.

Claudinei Oliveira, técnico do Santos
Ricardo Saibun/Divulgação Santos FC
Claudinei Oliveira, técnico do Santos

"Acho que é prematuro falar sobre isso, não podemos pautar as nossas chances (de brigar por uma vaga na Copa Libertadores da América) em uma partida só. Até porque, este foi o primeiro jogo do segundo turno e ainda temos um para cumprir do primeiro (contra o Náutico, dia 25, na Vila)", disse o treinador santista.

Para Claudinei, mesmo que o seu time não supere os cariocas, uma sequência de vitórias pode ajudar o Santos a se manter entre os primeiros colocados do Brasileirão. "No campeonato de pontos corridos, se você ganha três ou quatro jogos, vai lá para cima. Esperamos derrotar o Botafogo, mas não é a nossa última chance", frisou.

Flamengo derrota Santos no Maracanã e salta na tabela do Brasileirão

O comandante alvinegro também foi indagado sobre o cansaço de seus atletas. No entanto, Claudinei Oliveira preferiu não se aprofundar demais no tema após a derrota para o Flamengo. "Estamos trabalhando como podemos, não adianta ficarmos nos lamentando. Não dá tempo de treinar, então temos que acertar as coisas na conversa. Fica complicado passar por uma ‘maratona’ como essa. Mas, quando a gente fala de calendário após uma derrota, parece que é desculpa. Vamos seguir em frente", concluiu.

"Montillo faz falta”

Principal contratação do Santos para a temporada 2013, o meia Montillo assumiu o papel de protagonista da equipe praiana, com a saída do atacante Neymar para o Barcelona. Por isso, o seu afastamento do time, por conta de uma lesão no bíceps da coxa esquerda, tem sido sentida pelo técnico Claudinei Oliveira. O treinador, entretanto, espera poder contar com o retorno do argentino diante do Botafogo, no próximo domingo, na Vila Belmiro.

"O Montillo faz muita falta. Qualquer equipe do futebol brasileiro sentiria a sua falta, pela dinâmica dele que ele dá ao jogo. É um dos nossos titulares absolutos. Também estamos sem o Arouca, o Alan Santos e o Giva. Mas não adianta lamentar. Vamos voltar para Santos e ver se ele está apto para jogar no domingo", destacou Claudinei.

O comandante alvinegro, porém, ressaltou que a comissão técnica não pretende apressar a volta de Montillo. Claudinei Oliveira deseja promover o retorno do seu camisa 10, desde que ele esteja apto para jogar, sem qualquer risco de voltar a sentir alguma lesão.

"A expectativa era que ele voltasse em 15 dias, prazo que foi completado nesta quinta. Mas deixamos o departamento médico e a fisioterapia à vontade para trabalhar. Vamos ver se ele está apto, mas se não estiver, vai ficar de fora. Até porque, não podemos colocá-lo para jogar de qualquer jeito, arriscando o Montillo a uma nova lesão. Ele é muito importante, só que não podemos esquecer que, com todas as dificuldades, conseguimos vitórias importantes sem ele", concluiu.

O Santos está na sétima posição no Campeonato Brasileiro, com 28 pontos ganhos. O Peixe ainda tem uma partida a menos em relação à maior parte dos seus concorrentes. O time praiano faz diante do Náutico, no próximo dia 25, na Vila, o jogo que falta, duelo atrasado da 11ª rodada da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.